Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

muito prazer

Pequena morena,
ladina Renata.
Menina pequena que se recusa a ser estrela,
afinal as estrelas se repetem.

Que se nega a ser flor,
pois murcham efêmeras musas que se acabam.

Ameixas nos olhos,
luz no olhar,
dourado nos pêlos que adornam de vida,
a vida que brota nesta noite de porquês!

Lábios grossos, jamais grotescos
que me mordem a essência da vontade reprimida.

Lua nova que cresce, quando minguante
remete à crescente necessidade de ser assim.

Loucas sensações,
pequenas emoções.
Cabelos negros que demonstram o medo de crescer.
O sonho
   O mito
   A nata
   Você... 
   Mulher Renata.
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 10/01/2006
Código do texto: T97015

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351726 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:21)
Nel de Moraes