Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranha Dor... Dor de Saudade de Amor.

Meu Amor,
Somente agora estou podendo vir aqui pra lhe dizer que mais uma vez, você me  fez muito, muito feliz. Você é mesmo o Meu Grande Amor e eu sabia disso, mesmo antes de poder, sequer lhe tocar. Nunca tive a menor dúvida de que você é um Homem maravilhosamente especial.  Aquele arrepio que lhe disse, senti mesmo antes de ver seu rosto, não foi à toa... Não foi à toa que fiquei lhe espreitando todo esse tempo... O medo que sentia e sinto, além daquele que seria mesmo natural eu sentir, em face das circunstâncias de nossas vidas, permanece porque sei, como antes já sabia, que quando um dia tudo for somente lembranças, sofrerei  muito, muito mais que agora, que tenho e não tenho você...Mas, não pense que me julgo injustiçada... Ao contrário,  tenho o grande privilégio de estar apaixonada como uma adolescente, já sendo uma senhora de idade e não, uma jovem senhora...
Me sinto assim, então ...Muito, muito  mais jovem e até capaz de encarar um gatão de meia idade (brincadeirinha), mesmo sabendo que meu coração pode explodir de tanta felicidade, de tanta vontade de amar e ser amada por você... (Preciso também  parar de fumar...Pra não explodir ainda mais cedo!)
Não sei como poderei um dia não ter mais esse privilégio, mas estou arriscando tudo, tudo mesmo, pra ser feliz, mesmo sabendo que tenho e não tenho você. E como  não tenho mesmo muito tempo pra ficar pensando nessa questão de ter e  não ter... No  pouco  tempo que  tenho, quero simplesmente amar e tentar ser amada por você.
Estou também,  pouco me lixando pras convenções...Consegui e estou conseguindo dar uma volta no tempo... E o tempo, como naquela música que a Nana canta, está  se roendo de inveja de mim. Quero que o tempo se dane!!!! Só quero  mesmo  é ter essa oportunidade de continuar ...Amando muito você...  Mesmo sendo nessas poucas tardes e nesse pouco tempo e nesses poucos encontros... Mesmo sabendo que todas as vezes que tiver que  me despedir de você, terei a mesma sensação de sempre, de haver perdido meus sapatinhos de cristal... Mas é muito bom, muito bom mesmo, me sentir uma Princesa, ou melhor, uma  Verdadeira Rainha, ainda que nesses curtos espaços de tempo, nesses poucos furtivos encontros.
Obrigada Meu Rei, por ser o Grande Amor da Minha Vida...
E... Como diria Fernando Pessoa, cartas de amor, são mesmo sempre ridículas... Ainda bem que isto não é uma carta de amor, mas uma Declaração de Amor Virtual!!!!
Milhões de Beijos Eternos (daqueles bem parnasianos, como os de Bilac) Virtuais (Que...Também dão arrepios!!!!)
E...Mais uma coisinha ainda pra lhe dizer: Você nunca vai conseguir matar completamente a saudade que tenho de você... Um segundo após lhe deixar, já estou sentindo aquela mesma estranha dor!!!! Imagine, dias e dias depois...
Dá no que sempre  dá... Dá no que deu!!!!! Dor de Saudade de Amor é uma  dor poderosamente ... Como direi... PODEROSA!!!!!
 
Clara Nogueira
Enviado por Clara Nogueira em 15/01/2006
Reeditado em 11/07/2008
Código do texto: T99092

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clara Nogueira
Guapimirim - Rio de Janeiro - Brasil
12 textos (1338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:28)
Clara Nogueira