Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais um ano...[AlexMarq]

Mais um ano...
[AlexMarq]

Mais um ano que passa... Mais perto da morte... Dia de aniversário é algo estranho, pelo menos é o que sempre achei... Já me ocorreram grandes surpresas nesse dia... Porém as semanas que o antecedem costumam me deixar introspecto e um pouco depressivo...
Paro, num breve retrospecto, para poder refletir e fazer um balanço sobre o último ano...
De qualquer modo, sempre vejo uma evolução... Novas experiências vividas nesse tempo, e muitas novas informações acrescentadas... Pessoas que passaram por um breve período e desapareceram sem maiores explicações, outras que sumiram do mesmo modo que surgiram, amizades antigas fortalecidas, reconhecimentos que passaram a ser válidos em ocasião oportuna, outros amigos antigos meio sumidos, mas que sempre dão seu alô quando possível; molecada que perdi contato há muitos anos, agora reaparecem crescidos... A vida é difícil e corrida para todos nós...
Novas pessoas que surgiram, muitas novas visões e idéias... Amizades novas que nos parecem antigas, como um reencontro de outras épocas... Projetos em pauta ou em andamento, participação, interação... União!!! Desafios, necessidade de novos conhecimentos, energia renovada para novos projetos... Surpresas que revelam-se milagrosamente em alguns momentos... Cada passo soma um degrau, cada degrau nos dá uma visão maior do Todo; e quanto maior a visão que temos, mais queremos ver...
Os últimos doze meses não foram nem um pouco fáceis... Passei pela maior solidão que já senti, tive os piores percalços dos últimos 10 anos, passei por coisas que imaginaria nunca passar, tive momentos de muito medo, e chorei calado muitas vezes...
Estive sozinho praticamente todo esse tempo... Criando, fazendo, aprendendo, somando, e fazendo algumas cagadas... Orra quem faz mais, também tem o direito de errar mais... É melhor pecar por tentativa e atitude, do que por omissão e inércia... Só não erra quem não faz nada...
Os problemas foram terríveis e estão cada vez piores... Hoje sob um relativo controle, porém com suas gravidades... Hoje com mais lucidez para enfrentar as pedreiras que sou forçado a superar... Tendo sepultado a última representante da geração familiar mais antiga ainda entre nós... Com muitas pendengas e a necessidade de muitos papéis circulando em seus devidos trâmites... Hoje mais intolerante com as infantilidades que já aturei com mais paciência... Hoje mais explosivo, e mostrando as garras sempre que preciso... Hoje mais petulante contra os defensores do preconceito e da segregação... Hoje mais consciente do que tenho que fazer nessa vida...
É só um ano, um número... Isso não muda o que somos, se não tivermos consciência e atitude... Tenho contato com gente dos 12 aos 80 anos... Mudam algumas idéias, opiniões, pontos de vista... Mas, os sentimentos serão sempre os mesmos... Sou só um garoto de 15 anos, com uma mente de 3200 anos, usando um corpo de 32 anos... Ah! Pra que tanto número? Que mania que temos de querer mensurar tudo... Ainda bem que ainda não inventaram o "sentimentômetro"... E tomara que demore muito...
Tudo de bom a todos... Amor e alegria sempre!!!
[ Alex Marq, 29 de julho de 2005; ufa 3.2... ]
Alex Marq
Enviado por Alex Marq em 29/07/2005
Código do texto: T38567

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Marq
São Paulo - São Paulo - Brasil, 43 anos
79 textos (78252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:39)
Alex Marq