Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Águas passadas...

Primavera se foi, e junto com o vento as suas folhas arrastou.
A magia da rosa desbotou e o brilho do sol se ofuscou com a chegada da noite.
O céu um azul...quase anil, quase celestial...nasceu !
Como estradas que acabam no final, como rua sem saída e como uma gota do orvalho que secou...assim tudo acabou !
Não houve tempestade, nem mesmo uma maré brava...tudo silenciou !
Assim foi...quando você me deixou !
Pensei ! Vou morrer !
Quem sabe a morte não seria tão forte quanto a dor...
Mas a morte não veio e apenas um sonho ficou entre lembranças de um passado de entrega e amor...
Vivendo...busquei cicatrizar esta marca...entre lágrimas e no escuro do meu quarto fui reconstruindo o mundo que havia entregado todo a você !
Lembro...lembro e te deixo lá no passado !
Deixei que fosse...e minhas mãos cansadas te soltou !
Meu corpo, minha mente...tudo pirou !
Minha alegria perdida ficou...
Sem forças e sem o teu amor !
Esqueci...esqueci da minha própria existência...
Esqueci de outras pessoas que faziam parte da minha vida !
Me esforçava e tentava...mas sempre que o via...novamente em prantos eu caía !
E no escuro de novo...aguardava que alguma luz viria...e como eu queria...que esta claridade fosse a sua...
Mas...
Todo o amor que senti por você...foi um sonho...
Você obrigada...apagou !
Hoje não brilha mais em mim...
E foi assim...
Que você passou...
E a tua chama nunca mais queimou !

23/01/1992
Paula de Lima
Enviado por Paula de Lima em 27/05/2006
Reeditado em 30/05/2006
Código do texto: T163848
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula de Lima
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
102 textos (15464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:23)
Paula de Lima