Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

morrendo duas vezes

 faz um ano que minha avo se foi
esta morando com deus
avo mae
avo de centenas de historias
foram  89 anos
a que assistiu de dentro da guerra
a revolucao de 32
em cada dor ao levantar da cadeira
ela dizia
e a recompensa do velho


avo de 17 filhas 1 filho
mais de 50 netos e 17 bisnetos
amada
orgulho
da nacao que ela em uniao com seu amado formou
avo de paciencia
de amor
e bravesa quando preciso
mas de carinho em cada gesto e palavra
eu te amo
te amamos


ainda hoje por ti choramos
com a senhora se destruiu algo que todos
aqui do recanto das letras sonham
ter sua propria historia
seu proprio livro
livro que de pagina a pagina so a senhora conhecia
suas lemnbrancas  eram um livro


um imenso livro
que se queimou quando seus olhos se fecharam
 pra nos sobrou somente a lembranca da capa
de parte da historia que pela senhora foi contada
ou por alguem de nos presenciada


ficou pra nos o continuar a escrever
a contar no nosso livro a nossa historia
e quem sabe um dia
consigamos que seja a nossa
tao linda como foi a sua historia


te amamos vovo
       
      um velho quando morre
      morre tambem parte da historia
      sua e do mundo
      queima se um livro que nunca mais
      sera escrito
      pois e unico
      sao duas mortes
      morre se duas vezes
      e a recompensa do velho e que
      no envelhecer e que esta o saber    
fernando da stela
Enviado por fernando da stela em 13/10/2006
Reeditado em 13/10/2006
Código do texto: T263098
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fernando da stela
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
30 textos (3592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:56)
fernando da stela