Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu descosturado coração de pano

Quando penso em você
 a imagem que vislumbro é o olhar distante
de quem começa a namorar o céu.
 O sorriso escondido pela lágrima que teimou.
O passo lento e trôpego de quem urge descanso.
A saudade zomba de mim.
 Faz escárnio da minha dor.
Ímpia ela festeja, brinca, se alegra.
E ri da minha impotência.
As trevas entranham meu ser.
Sinto cravar em meu peito a saudade com forma de agulha.
Coração em retalhos.
 Rasgado pela distância.
Meu descosturado
 coração de pano
Magdala Moreira
Enviado por Magdala Moreira em 24/10/2007
Reeditado em 15/11/2007
Código do texto: T707716

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria de Magdala Cascabulho Moreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magdala Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
106 textos (10234 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 07:15)
Magdala Moreira