Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOITE SEM FIM

A noite se antecipou no tempo.
Não a esperava tão cedo, não antes de mim, quando ela desabou sobre minha vida, com nuvens carregadas de dor e desespero.
Era simplesmente inacreditável... Meus olhos interrogavam aquele farol de estrelas, que já não possuíam mais brilho;querendo desesperadamente saber a razão, mas a própria razão desconhecia, tornando tudo ainda mais dolorido e incompreendido.
Parecia uma noite como outra qualquer, mas a exigência  bruta, escorrendo na fatalidade do destino, mostrava um espetáculo diferente, sem piedade, sem esperanças de milagres...
Olhava desesperada aquela noite com o olhar perdido a pedir tudo sem nada dizer.
Acreditar era angustiante ,era difícil e impossível...
Chegava a ser  irreal os momentos vividos naqueles instantes, repletos de desassossego e desespero.
Bebia solitária  as lágrimas que escorriam ,amargas e cruéis, querendo loucamente acordar daquele pesadelo, salvar-me daquele desastre do destino irremediável...Infelizmente não era pesadelo...Era a realidade nua e crua!
Precisava ser humana, ter sentimento ,saber falar,saber calar e, sobretudo saber ouvir, mas no meu coração somente existia a sombra, o silêncio e a dor...
DEUS no seu amor ilimitado  formou um jardim na minha vida: quatro flores maravilhosas!
Fiz dessas flores o limite do meu viver.Reunia minhas forças sem nenhuma dúvida  em  minhas flores, que caminhavam comigo,lado a lado, sempre juntos, sempre fortes...Paraíso aberto de flores da vida, repletas de beleza ,amor e carinho...Era um vasto palácio verde, rosas de aço,cobertas de sonhos dourados...Caminhos planos,suaves, que se perdiam de vista,iluminados e, principalmente iluminando...
Porém, num momento, tal qual o toque trágico e mágico de um telefone, uma voz murmura um nome...Uma flor murcha deixando somente o seu perfume, as marcas de sua passagem, num jardim tão cercado de amor infinito...Deixa no meu coração a saudade constante, dilacerado pela dor, que me torna uma sonâmbula, sem saber o que fazer...
Ando,observo,penso,mas não consigo ir além da saudade,do desespero e da dor...
Quero não discordar da realidade, mas não consigo mais enxergar nas noites, o brilho da luz das estrelas e, nos dias, o brilho e o calor do sol, se no meu jardim florido agora existe um lugarzinho vazio, arrancado tão jovem, tão cheio de vida e sonhos...
Você meu filho, era como um bem-ti-vi , que limitava-se a gritar quase que constantemente:Gol! Gol! com a maior reverência futebolística pois, este era o seu sonho: ser jogador de futebol!
Porém, talvez cansado, animou-se a uma audácia maior: voar alto demais com o seu time.
Afinal, tudo pode acontecer com um bem-ti-vi tão progressista : romper um sonho e, partir para uma realidade poética, cercada de flores e anjos, repleto de luzes, sem desacordos,sem aflições,sem ameaças,sem religião e preconceitos, sem política,existindo apenas passo a passo , o cantar suave  dos Anjos e Santos, que eleva a alma ao limiar do Criador do Céu e da terra...da vida e da morte...especialmente da esperança feliz da ressurreição da carne e, da vida eterna...
É difícil encontrar forças suficientes para suportar esta perda, mas ainda existe no meu jardim outras flores, amadas e queridas e, é nessas flores que procuro encontrar-me no meio dessa desarrumação feroz da minha vida.
Tenho agora certeza, num sonho de revolta,  mas também de simplicidade: a vida é apenas instante.É como o toque de um telefone,onde ao atendê-lo o alô ;  é apenas um corpo arrancado,uma alma levada e elevada...
As flores são vida, são mortes, que deixam no nosso coração ,uma saudade insuportável, mas repleta de esperanças do reencontro, onde em cada jardim somente existirão flores da vida...da eternidade...
Por tudo isso meu querido Filho,espero o dia feliz do nosso reencontro e, em nenhum instante o esquecerei.
O mundo pode ser tranqüilo,as criaturas amáveis,mas no meu coração o brilho do seu olhar,o encanto do seu sorriso e,sua maneira simples de ser, foi,é e sempre será, o caminho que se abrirá a minha frente: de liberdade,esperança e saudade ; embora a dor persista,procuro consolo Naquele que tira mas consola: DEUS , que existe acima de qualquer chamada fatal pois, Seu ensinamento é amor e esperança na vida eterna. Portanto Meu Filho, mesmo com o coração triste, espero o dia feliz do nosso reencontro!
Vilma Eugenio
Enviado por Vilma Eugenio em 11/11/2007
Reeditado em 10/03/2011
Código do texto: T732260

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vilma Eugenio
São Simão - São Paulo - Brasil
36 textos (1589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 01:42)