Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHO JEANS

VELHO, JEANS!
 
Engraçado...
Quando penso que o tempo que vivi, tão cheio de argumentos e conhecimentos, tão cheio de certezas, tão arrogante,
me faz escravo de si,
quem me sorri?
 O velho jeans ( aquele, bem desbotado)
no canto da gaveta jogado...
Nostalgia!
Mãos que nele deslizaram, olhares que se cruzaram, ou desviaram...
Músicas que dançou, bancos que sentou, amores que sonhou
Vida, pedaços do que sou!
Mas e agora?
Perfumes, jóias, sapatos, lingeries,
ordenados com precisão
em cada gaveta...
Exaustão!
Arrumadas demais, certinhas demais,
chatas demais!
E ele ainda me sorri...
Velho jeans, velho jeans!
Conserva em cada costura um largo esboço
dos planos que ainda não tracei,
das pedras que não tropecei...
E quem disse que não quero errar?
Quem?????
Embaralho as gavetas com fúria,
e ele em gargalhadas me diz:
_ Vista, ainda te sirvo!
Sonha, ainda vivo!
Ama, ama, ama,
ele existe,
em algum lugar neste mundo
também veste um sujeito bacana,
um velho e surrado JEANS!
 
 11/11/07
 
Silvana Cervantes
Enviado por Silvana Cervantes em 11/11/2007
Código do texto: T732898
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvana Cervantes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
402 textos (36656 leituras)
5 áudios (2200 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 14:57)
Silvana Cervantes