Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epígrafes do Livro dos Salmos

Epígrafes do Livro dos Salmos


Caps                                                             Vers.
1 A felicidade dos justos e o castigo dos ímpios 1-6
2 A rebelião das gentes e a vitória do Messias 1-12
3 Davi confia em Deus na sua adversidade 1-8
4 Davi ora a Deus na sua angustia 1-8
5 Deus aborrece os ímpios e abençoa os justos 1-12
6 Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão 1-10
7 Davi confia em Deus e protesta sua inocência 1-17
8 Deus é glorificado nas suas obras e na sua bondade para com o homem 1-9
9 Ação de graças por um grande livramento 1-20
10 A audácia dos perseguidores, e o refugio em Deus 1-18
11 Deus salva os retos e castiga os ímpios 1-7
12 A falsidade do homem e a veracidade de Deus 1-8
13 Davi na sua extrema tristeza recorre a Deus e confia nele 1-6
14 A corrupção do homem sua redenção provém de Deus 1-7
15 O verdadeiro cidadão dos céus 1-5
16 A confiança e felicidade do crente e a certeza da vida eterna 1-11
17 Davi pede a Deus que o proteja contra os seus inimigos confia na sua inocência e na justiça de Deus 1-15
18 Cântico de louvor a Deus pelas suas muitas bênçãos 1-50
19 A excelência da criação e suas leis, assim como da palavra de Deus 1-14
20 Oração pelo rei na guerra 1-9
21 Davi louva a Deus pela vitória 1-13
22 O Messias sofre, mas triunfa 1-31
23 A felicidade de termos o Senhor como nosso pastor 1-6
24 O domínio universal de Deus; quem é digno de entrar no seu santuário; Deus é o Rei da Glória 1-10
25 Davi roga a Deus que o livre dos seus inimigos e lhe perdoe os seus pecados 1-22
26 Davi recorre a Deus, confiando na sua própria integridade 1-12
27 Confiança em Deus e anelo pela sua presença 1-14
28 Davi roga a Deus que o aparte dos ímpios e louva-o por  ter ouvido as suas suplicas 1-9
29 Davi exorta a louvar a majestade de Deus 1-11
30 A ira de Deus dura um momento só, mas a sua benignidade é eterna 1-12
31 Davi roga a Deus que o livre, louva a sua benignidade, e exorta a confiar nele 1-24
32 A felicidade do homem perdoado; exortação ao arrependimento 1-11
33 O júbilo do crente 1-22
34 Davi louva a Deus, que respondeu às suas suplicas, e exorta a confiar nele 1-22
35 Davi pede o castigo dos ímpios; descrição da miséria destes e súplica para que Deus os julgue 1-28
36 A malicia dos ímpios nosso refúgio está em Deus, que salva os retos 1-12
37 A prosperidade dos pecadores acaba, e somente os justos serão felizes 1-40
38 A dor e o arrependimento do pecador; dirige-se a Deus para obter perdão e salvação 1-22
39 O cuidado com as nossas palavras a brevidade e vaidade da vida a súplica do salmista para que Deus o guarde da impaciência 1-13
40 Deus ouve a alma paciente a obediência é melhor do que o sacrifício o salmista faz oração a Deus para que o livre dos males 1-17
41 O cuidado de Deus para com os pobres. Davi queixa-se da traição de seus inimigos e busca o socorro de Deus 1-13
42 A alma anela por servir ao Senhor no seu templo 1-11
43 O ração para que seja restituído aos privilégios do santuário 1-5
44 O povo de Deus recorda os favores antigos, e roga o livramento dos males presentes 1-26
45 Descrição profética da união entre Cristo e a sua Igreja 1-17
46 A fé perfeita em Deus 1-11
47 O triunfo do reino de Deus 1-9
48 A beleza e os privilégios de Sião 1-14
49 A vaidade dos bens terrestres só Deus salva da morte 1-20
50 Deus governa o mundo Deus tem mais prazer na obediência do que no sacrifício 1-23
51 Davi confessa o seu pecado, suplica o perdão e roga e roga a Deus que lhe renove um espírito reto 1-19
52 Davi prediz a ruína do ímpio, e confia em Deus 1-9
53 O  ímpio nega a existência de Deus e se corrompe 1-6
54 Davi roga a Deus que o salve dos seus inimigos 1-7
55 Davi queixa-se da malicia dos seu inimigos persevera em oração e lança a sua carga no Senhor 1-23
56 Davi roga a Deus que o livre dos seus inimigos e confia em que ele lho conceda 1-13
57 Davi acha socorro contra os seus inimigos e louva a Deus 1-11
58 Davi reprova os ímpios, Deus os castigará, e salvará os justos 1-11
59 Davi suplica a Deus que o livre, e protesta a sua inocência 1-17
60 Ação de graças por varias vitórias 1-11
61 Davi confia em Deus como seu refúgio 1-8
62 Exortação a que se confie somente em Deus 1-11
63 Davi anela pela presença de Deus 1-11
64 Davi suplica a Deus que guarde a sua vida, e espera que lho conceda 1-10
65 Davi louva a Deus e dá-lhe graças pelas bênçãos recebidas 1-13
66 Cântico de louvor a Deus pelas suas grandes obras 1-20
67 O reino de Deus abrange toda a terra 1-7
68 Cântico de louvor e ação de graças a Deus como nosso salvador 1-35
69 Os sofrimentos de Davi prefiguram os do Messias 1-36
70 Na sua aflição Davi suplica a Deus que se apresse em livrá-lo 1-5
71 Davi confia em Deus, e roga-lhe que o livre dos seus inimigos, e o proteja 1-24
72 A excelência, justiça e glória do reino de Salomão prefiguram as do Messias 1-19
73 A prosperidade dos ímpios faz duvidar da justiça de Deus, mas o fim deles a demonstra 1-28
74 A assolação do santuário, e oração para que Deus se lembrasse do seu povo aflito 1-23
75 O profeta louva a Deus e promete fazer observar a justiça 1-10
76 A majestade e o poder de Deus 1-12
77 O estado interno do salmista: ele anima a sua alma pela consideração das grandes obras e da misericórdia de Deus 1-20
78 A salvação que Deus concedeu a Israel a rebelião contra ele Deus escolheu Judá e Davi para pastorear Israel 1-72
79 A assolação de Jerusalém e a oração por socorro 1-13
80 O profeta suplica a Deus que livre a sua vinha dos que a destroem 1-19
81 Deus repreende a Israel pela sua ingratidão e rebelião 1-16
82 O profeta repreende os juízes  por causa da sua injustiça 1-8
83 As nações congregam-se contra Israel e o profeta suplica a Deus que o livre 1-18
84 A felicidade daquele que habita no santuário de Deus 1-12
85 Fundando-se nos livramentos passados, o povo de Deus pede o livramento das aflições presentes 1-13
86 Davi implora ardentemente o socorro de Deus 1-17
87 Deus tem o maior prazer em Sião 1-7
88 O salmista queixa-se das suas grandes desgraças e suplica a Deus que o livre 1-18
89 Traz-se à memória o pacto de Deus com Davi a fim de que Deus livre o seu povo dos males presentes 1-52
90 A fraqueza o homem e a providência de Deus 1-17
91 A segurança daquele que se refugia em Deus 1-16
92 O salmista louva a Deus por amor da sua obra, justiça e graça 1-15
93 O poder e a majestade do reino de Deus 1-5
94 Apelação à justiça de Deus contra os malfeitores 1-23
95 O salmista convida a louvar ao Senhor e a celebrá-lo de viva voz 1-11
96 Convite a toda a terra para louvar e temer o Senhor 1-13
97 A majestade do reino de Deus o castigo dos ímpios: exortação à piedade e ao regozijo 1-12
98 Convida-se a louvar ao Senhor por amor da sua salvação 1-8
99 A grandeza do reino de Deus 1-9
100 Exorta-se a toda a criatura a celebrar o Senhor 1-5
101 Davi promete a Deus andar perante ele com sinceridade e opor-se aos ímpios 1-8
102 Na sua grande aflição o salmista recorre a Deus para que restabeleça o seu povo e o reconduza à sua terra 1-28
103 Convida-se a louvar a Deus por amor de sua graça 1-22
104 A gloria de Deus é manifestada na criação e na conservação de todas as cousas 1-35
105 O salmista louva a Deus por haver guardado o seu pacto com os patriarcas por haver livrado do Egito a Israel e por haver conduzido pelo deserto de Canaã 1-45
106 Deus é louvado por haver suportado o seu povo apesar das suas muitas rebeliões 1-48
107 A bondade de Deus em proteger os viajantes os encarcerados os doentes os que navegam e em geral todos os homens 1-43
108 Davi louva a Deus pela vitória que lhe concedeu 1-13
109 Davi pede a Deus o castigo dos ímpios e que o livre das suas aflições 1-31
110 O reino o sacerdócio e a conquista do Messias 1-7
111 Deus é louvado por amor das suas obras maravilhosas 1-10
112 A felicidade daquele que teme a Deus 1-10
113 Exortação a louvar a Deus pela sua grandeza e por amor da sua bondade para com os pobres 1-9
114 O salmista celebra a passagem maravilhosa pelo mar vermelho e pelo Jordão 1-8
115 A gloria do Senhor e a vaidade dos ídolos 1-18
116 Amor e gratidão para com Deus pela sua salvação 1-19
117 Deus é louvado por amor da sua bondade e veracidade 1-2
118 O salmista louva a Deus por o ter livrado de muitos inimigos 1-29
119 A excelência da lei do Senhor e a felicidade daquele que a observa 1-176
120 O salmista ora para que seja livre do mentiroso e caluniador 1-7
121 Deus é guarda fiel do seu povo 1-8
122 Oração para que a paz de Jerusalém continue 1-9
123 A oração do crente desprezado 1-4
124 Só Deus pode livrar o seu povo 1-8
125 A segurança daquele que confia no Senhor 1-5
126 Deus é louvado porque fez retirar do cativeiro o seu povo 1-6
127 Segurança prosperidade e fecundidade vêm de Deus 1-5
128 Aquele que teme a Deus será abençoado na sua família 1-6
129 A igreja é perseguida mas não destruída 1-8
130 A confissão do pecado e a esperança do perdão 1-8
131 A humildade do salmista 1-3
132 O zelo de Davi pelo templo e pela arca. As promessas feitas por Deus 1-18
133 A excelência do amor fraternal 1-3
134 Exortação a bendizer o Senhor 1-3
135 Deus é louvado pela sua bondade, poder e justiça. A vaidade dos ídolos 1-21
136 Deus é louvado pelas suas obras 1-26
137 Saudades da pátria 1-9
138 Ação de graças a Deus pela sua fidelidade. Todos os reis o louvarão 1-8
139 A onipresença e a onipotência de Deus 1-24
140 O salmista ora para seja livre de inimigos potentes e injustos 1-13
141 O salmista hora para que seja preservado no meio da tentação 1-10
142 Oração no meio de grande perigo 1-7
143 O salmista ora para que seja livre de inimigos 1-12
144 Ação de graças pela proteção de Deus e oração por outros livramentos 1-15
145 A bondade, grandeza e providência de Deus 1-21
146 A fraqueza do homem e a fidelidade de Deus 1-10
147 Exortação a louvar ao Senhor pela sua beneficência 1-20
148 Toda a criação deve louvar ao Senhor 1-14
149 Os fieis louvam a seu Deus com cânticos e instrumentos d música 1-9
150 O salmista exorta toda a criatura a louvar ao Senhor 1-6
Antonio Sergipano
Enviado por Antonio Sergipano em 09/12/2008
Código do texto: T1326460
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Sergipano
Aracaju - Sergipe - Brasil, 59 anos
313 textos (56074 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/14 13:24)
Antonio Sergipano



Rádio Poética