CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Eu sou de Paulo, eu sou de Apolo. ( O Corpo dividido)

Guerra, rivalidade, superioridade. Isso sim é o prazer humano. Uma disputa pelo poder que trazer divisão, contenda e muita tristeza. Pessoas não defendem uma causa e sim uma idéia. Hoje em dia uns dizem: Eu sou do apostolo A, eu sou do Bispo B e outros eu sou do pastor C.

Por acaso Paulo ou Apolo morreu por ti?

A luta é nítida, basta olha para a mídia, vemos pastores acusando pastores, congregação que usam de marketing (estratégia humana) para ter sucesso ministerial, vendendo uma idéia que aquele ministério é o escolhido e único. Usando desta estratégia obrigam os fieis dizer frases tipo: “esse ministério mudou minha vida, quando eu conheci esse ministério tudo mudou”. E esses “fies” iludidos compram e vestem a camisa de tal ministério.

O que me chama muito atenção no Protestantismo atual é os cultos (que pra mim esta mais para uma reunião religiosa do que um culto ao DEUS VIVO) a moda da casa. Têm a gosto do Freguês, culto da vitória, da conquista, do sucesso, da felicidade, etc. Garçon por favor por favor quero hoje ouvi uma palavra de vitória e conquista com bastante molho de alegria. Isso mais se assemelha com um comercio né? Pois é amado leitor as denominações hoje são quase um Drive-Thur.

Não posso esquecer-me de comentar sobre os cultos da mocidade atualmente. São basicamente estes: “vai jovem” e “vem jovem”. Esses cultos Vai-Vem só massageia o ego da juventude. Os jovens são instruídos a usar camisas e adereço do culto Vai-Vem jovem. Levam a marca de um ministério mas quase nunca o evangelho. E eles têm orgulhos de dizer: Eu sou do culto vai, já eu sou do culto vem.

Os valores do Cristianismo precisam ser revistos. Fanatismo Gospel deve cair por terra em nome de JESUS. Devemos admirar, honrar e servi homens de DEUS sim. Mas não devemos idolatrá-los. O foco do Cristianismo é Cristo e não ministério, culto ou um simples homem.

Devemos defender a causa de Cristo e não a idéia de homens. Devemos morrer pelo evangelho e não pelo fanatismo. Devemos conhecer a verdade que é Jesus e nos libertar dessa vã doutrina que assola as congregações existentes em todo o mundo. Precisamos da Sã doutrina, precisamos da palavra, precisamos nascer de novo, precisamos de Jesus.
Rukha Elfo
Enviado por Rukha Elfo em 17/05/2010
Código do texto: T2263231

Comentários

Sobre o autor
Rukha Elfo
Várzea Grande - Mato Grosso - Brasil, 27 anos
478 textos (56360 leituras)
1 e-livros (108 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/09/14 08:40)