Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JESUS, O FILHO DE DEUS!

         Caminhando pela estrada do tempo, só deparo-me em devaneios e amargura! Olho para os olhos dos seres, que raramente passam por mim e o que vejo é apenas uma devassidão que sobressalta no inconsciente alheio! Continuo com a minha caminhada entre os murmúrios de minha imaginação que vai passando com o tempo, levando-me a uma debilitação da alma. Sinto-me cansada ao longo de uma estrada que parece não ter fim. Paro, olho para os quatro cantos do mundo, neste momento sinto que minha mente entra em pânico e n~so sei onde refugiar-me, tudo parece deserto ao meu redor! Tento gritar, mas a voz não sai. Preciso de socorro, mas não há ninguém que possa me socorrer. Estou só desamparada pelo destino que cada vez, mais, tenta me maltratar! Até o céu parece estar contra mim. Densas nuvens apontam no horizonte, o tempo fica escuro, prnúncio de uma tempestade! O silêncio mortal continua, as lágrimas começam a rolar pelo meu rosto, marcado pelo carimbo do tempo. Entro em desespero. No eco do espaço, somente os soluços de meu choro é ouvido pelos pássaros e talvez alguns animais que por ali estejam. A ventania  parece querer levar-me a um destino incerto. De repente, as forças me abandonam e caio de joelhos, curvando-me como se fosse beijar o solo. Tento me levantar, mas as forças foram-se. Fico me debatendo para tentar escapar de um destino cruel, que aos poucos vai se aproximando a medida que tento dar um passo. Um grito abafado de socorro ecoa-se na imensidão do infinito. Olho para o céu e as nuvens mudam rapidamente de lugar, fazendo desaparecer, conseqüentemente o vento que assoviava e sacudia as copas das árvores, dando algum sinal de que o azul do infinito irá despontar-se no horizonte. Minhas pernas, devagar, vão criando uma energia sobrenatural e então levanto-me e imploro ajuda a Deus com as mãos apostas para o alto! Esforço-me  para deslocar, mas, mais uma vez cambaleio e neste mimento tenho a sensação de que o fiapo de força que me resta está esvaecendo-se contra o nada. Sinto-me fraca, decadente, não tenho nada para me segurar, o fiapo de energia que eu tinha vai desaparecendo aos poucos, como se fosse em câmera lenta. Estou desfalecendo e indo de encontro ao chão. Os olhos se encerram e não consigo abri-los por mais que eu tente, talvez estão até abertos, mas o que vejo é só escuridão. Sinto que meu fim está próximo!Estou caindo aos poucos, perdendo os sentidos, sinto que estou quase sem vidfa, o desespero está me matando e não tenho força suficiente para tentar reagir. Sinto uma sensação de que nada mais me resta, a não ser a morte. Somente a mão de Deus é que poderá me salvar deste martírio que parece não ter fim, diante do quadro em que me encontro!
        Num ímpeto, um clarão como se fosse um raio cobre-me o corpo  e a sensação que tenho é de que duas mãos fortes me seguram. Não sei o que realmente está acontecendo, tento abrir os olhos e não consigo, sinto-os pesados. Neste instante esse alguém, ou essa pessoa toma-se em seus braços e começa a caminhar. Estou sentindo um alívio e um sopro de vida se manifesta dentro de mim. Minha voz muito fraca, vai saindo devagar, e então pergunto quem está me carregando, não obtenho resposta! A vida vai entrando pelos meu poros e um alívio tomar o lugar! A angústia, o desespero, vão se dispersando, uma eutimia encobre-me a alma, como se fosse uma Bruma da alvorada que surge no universo e paira sobre a manhã! Ao ser colocada no solo para poder continuar a minha caminhada, consigo abrir os olhos e o que vejo deixa-me perplexa e quase sem fôlego e uma alegria incontrolável toma conta de meu ser.Tento falar, mas a voz não obedece, mas agora de felicidade e de fortalecimento do corpo e espírito! Envolto a uma luz dourada está um HOMEM, coberto por um manto e um sorriso angelical nos lábios. Seus olhos fulguram, como se fosse raios que cortam o céu. Suas mãos deslizam-se sobre as minhas  à medida que ELE vai subindo aos Céus. À pouca distância ELE me diz que é O Filho de DEUS enviado à terra para nos salvar, há mais de dois mil anos atrás. E que daquele momento em diante estaria para sempre comigo, em todos os momentos de minha vida. E também estaria com aqueles que acredita Nele! E enfatizou:

    EU SOU JESUS, O FILHO DE DEUS!

    Ao pronunciar esta frase, joguei-me de joelhos, ao chão, implorando por Perdão e Misericórdia, pois não existe sofrimento neste mundo que é impossível para DEUS, em nome de seu Filho JESUS. Tudo é possível para Deus, vencer até a própria morte, desde que acreditamos nas promessas do PAI e saber que chegamos a ELE através de seu Filho Amado Jesus!  
zenilda santana
Enviado por zenilda santana em 25/11/2006
Código do texto: T300661
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zenilda santana
Curitiba - Paraná - Brasil
4 textos (367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:13)
zenilda santana