Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Precisamos viver em comunhão

Precisamos ser mais unidos
Leitura Bíblica
Elisabeth Lorena Alves

A Bíblia esta forrada de versículos sobre comunhão, amizade e amor entre irmãos, mas viver em harmonia com outras pessoas não parece importante em nossos dias. Esquecemos as nossas origens cristãs, afinal o Senhor Jesus veio ensinar exatamente isto: Amarmos uns ao outros e a Deus.
Na correria do dia a dia deixamos passar por nossas vidas pessoas sofridas e nos esquecemos  de que é nosso dever consolá-las: Consolai-vos uns aos outros,edificai-vos reciprocamente.(...) Vivei em paz uns com os outros (I Tessalonicenses 5-11 e 13). Fomos exortados pelos apóstolos e por nosso Senhor que deveríamos consolar os que se entristecem. Muitas famílias são visitadas pela dor da orfandade e viuvez e nós deixamos de apoiar estas pessoas, que muitas vezes afirmamos amar. Preocupados com nossas próprias vidas, esquecemos que o luto é penetrante e desgasta as pessoas de forma que elas chegam a ficar doentes, mas a dor da separação pode ser amenizada com a presença dos amigos verdadeiros, com abraços precisos na hora certa, com um ombro amigo e um ouvido pronto a ouvir as lembranças e saudades comuns nestes momentos de dor.
Vivermos em amor e harmonia nos faz ver que muitas vezes precisamos mostrar nossos sentimentos com abraços, sorrisos e beijos  e que estes toques de gentileza e familiaridade dá ao outro a certeza de que não está sozinho, além de Deus, tem amigos. Quando o apóstolo nos ensina a dividir nossos carinhos, não estava falando apenas de nossa viv6encia na igreja e na comunhão local, mas em termos amizade em todo o tempo entre nós, demonstrarmos nossos sentimentos uns para com os outros: Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo (Romanos 16-16). Como diriam as mamães de plantão: um beijo cura. E cura mesmo. Tratar as outras pessoas com carinho é maravilhoso. Mas não é saudar com sentimentos rasos, por obrigação e sim em amor: Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz a todos vós que vos achais em Cristo (I Pedro 5-14 e 15). Em todo o tempo devemos amar ao próximo e não devemos esquecer desta prioridade.
Muitos de nós, apegados ao direito de viver em liberdade, abandonamos o irmão no meio da caminhada, mas não é esta a ordem que nos foi deixada: Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros,pelo amor (Gálatas 5-13). Sim, o amor nos faz servos fiéis uns dos outros e se não aprendemos a viver assim, ainda não conhecemos de fato o amor que nos foi presenteado pelo Senhor e que o trouxe ao mundo e O levou a cruz.  Este amor é o dom que nos foi dado pois somos   responsáveis pela dispensa da Graça de Deus, temos que doar ao mundo o que de Cristo recebemos (I Pedro 4-10), sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo (Efésios 5-21) e não agindo de forma que angariemos para nós lucro ou fama: Nada façais por partidarismo ou vanglória,mas por humildade,considerando cada um os outros superiores a si mesmo.(...) Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus (Filipenses 2.3-5 10). E qual é o sentimento que houve em Cristo? Amor  sempre será a resposta.
Quando amamos o próximo, nos tornamos como uma família grande e feliz e assim cumpre-se uma promessa que nos é feita ainda no Velho Testamento: Deus faz que o solitário more em família (Salmos 68-6). Sim, amar um ao outro nos faz parte de um todo, pois passamos a viver em comunhão de pensamento e sentimentos e assim é viver como se de fato fossemos um só corpo: Conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros (Romanos 12-5).
Acima de tudo, devemos viver na prática do perdão: Suportai-vos uns aos outros,perdoai-vos mutuamente,caso alguém tenha motivo de queixa contra o outro. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós (Colossenses 3-13), pois se algo nos entristecer podemos ser curados pelo poder do perdão. Afinal o perdão é a prática do amor.
Elisabeth Lorena Alves
Enviado por Elisabeth Lorena Alves em 24/09/2012
Código do texto: T3899483
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elisabeth Lorena Alves
São Paulo - São Paulo - Brasil, 43 anos
673 textos (120596 leituras)
1 e-livros (612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/11/14 07:49)
Elisabeth Lorena Alves



Rádio Poética