Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A labuta diária de um semeador.


Um homem do campo saiu a semear uma semente de muito valor em um terreno a onde tivera sido adquirido por um alto preço, um preço incalculável. No estante em que este semeador plantava veio dos céus várias aves e comeram boa parte das sementes daquele homem, ele  ficou triste pois parecia que o seu trabalho foi improfícuo, mas tinha uma força que exalava dele que o fazia persistir.
No outro dia bem cedo começou a labutar na terra para que a mesma tivesse o preparo para ser semeada, e de repente sobreveio um grande temporal e acabou com todo preparo do terreno, aquele homem  teve outra vez a barreira de semear algo de bom, desta vez ele esmorece, mas a força que fortalecia o seu garbo  era mui mais forte do as suas esperança contrárias.
No outro dia então ele saiu e com muito mais força a semear, ele finalmente parecia que já ter conseguido cumprir sua missão, mas a quando ele descansara de noitinha, besta feras estragaram quase toda plantação; e pela manhã o homem desiludido, pensa que foi tudo em vão. Dias se passaram e o gênese ocorre em uma das sementes semeadas, mesmo tendo parecido pouco ele se alegrou muito, pois pelo menos uma das sementes tinha brotado.
Em uma noite de vento suave a onde o orvalho caía sobre a terra, pequenas sementes são desprendidas daquela planta e caem mais distantes um pouco, e depois de alguns dias começam a germinar, e cresceram outras árvores e ali vieram os pássaros que levaram sementes em seus bicos e deixaram cair distante dali, e crescerá mais árvores, e o processo se repetia, se repetia por dias, anos, décadas...
E em um dia aquele homem já velho e cansado pela idade observará que em toda parte havia aquela planta que surgira do seu trabalho ardo e sofrido, ele pensou em seus pensamentos que aquela enorme quantidade de plantas surgiu apenas de uma semente que brotará.
Assim é no campo missionário, às vezes não conseguimos com que todas sementes germinem, mas aquela que germina continuara germinando outras vezes, e estas outras mais outras, até que venhamos a ter uma multidão de milhares de frutos, que são os frutos do Evangelho do Reino de Deus.

Douglas Stemback
Enviado por Douglas Stemback em 01/10/2005
Código do texto: T55497
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Stemback
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
50 textos (30669 leituras)
2 e-livros (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:08)
Douglas Stemback