Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAMORO A SÓS

Hoje não usa assim,
O rapaz que dá as ordens,
Leva a moça a sós,
Amanhece no pagode,
Chega em casa de cara limpa dizendo:
Mamãe me acorda, tenho que ir ao cinema assistir um filme de flores e rosas.

O amor hoje é assim mesmo,
Temos que respeitar,
As épocas mudaram,
Que jeito vamos dar,
Isso é coisa bíblica,
Só faltou enxergarmos,
A palavra de Deus ninguém muda,
Ninguém pode mudar,
Só ele que muda tudo,
Só ele que pode mudar.

Se eu pudesse,
Eu mudava isso,
Não deixava descambar,
Mas quem seria de mim,
Para estas ordens mudar,
Os jovens tem que ser isto mesmo,
Poucos  vão ao altar,
Se falar em virgindade eles vão se debochar.

As moças tem muita culpa dos rapazes lhes procurar,
Se ele namora honesto,
Ela põe outro em seu lugar,
Só gosta do escurinho,
Para poder se agarrar,
Não importa com o futuro,
Deixa a coisa rebolar.

Vamos respeitar nossos jovens,
Eles sabem o que fazem,
O tempo agora é deles,
Não é os tempos atrás,
Quem come abacaxi,
Pode gostar de ananás,
A diferença é pouca,
Os dois são quase iguais,
Estas modificações são esperadas,
Só Deus fez,
Só Deus faz.
Matos
Enviado por Matos em 21/01/2006
Código do texto: T102052

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Matos
Goiânia - Goiás - Brasil, 83 anos
14 textos (707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:54)
Matos