Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que as pessoas que rezam, sofrem?

Por que as pessoas que rezam, sofrem?

A minha resposta em cada situação
 
Esta foi uma pergunta de um telespectador no programa "Trocando Idéias", da TV Canção Nova. Ao mesmo tempo me trouxe o questionamento e o alívio para a alma, pois estava passando por um sofrimento corriqueiro. Logo em seguida, o Prof. Felipe Aquino respondeu classicamente com uma frase de São Julião: "Quanto mais santidade, maior o sofrimento. E Deus até permite estas dores, porque Ele nos quer santos". Esta frase me acompanhou a noite toda e quando meditei, chorei e rezei.

O demônio quando nos vê no caminho da santidade, fica furioso e nos quer tirar deste caminho. Faz de tudo para nós sofrermos, envolve pessoas queridas ao nosso redor, envolve situações que nos dão alegrias convertendo em dores, para desistirmos deste caminho. Mas neste momento, Deus vem em socorro nos concedendo o Espírito Santo Paráclito, o Consolador de nossas almas, nos fazendo entrar nos mistérios do Grande Autor e aí, acontece a visita de Deus.

É neste momento que vivenciamos, mesmo em meio às lágrimas, a frase de São Paulo "é na minha fraqueza que o Senhor se faz forte". De fato, Deus nos visita nestes momentos.

Tenho certeza de que Deus não nos criou para sofrer 24 horas por dia, porém tenho certeza de que Ele nos quer santos. Acredito que o que falta em nós é uma outra visão com relação ao sofrimento, mudar nossa mentalidade quanto a ele. Não estou dizendo, com isso, que devemos "correr atrás do sofrimento", mas se ele vier, qual será a nossa resposta para ele?

Veja bem: o meu pecado não consiste da situação que está fora de mim, mas sim da resposta que dou a esta situação e, esta resposta vem de dentro para fora. É a resposta que dou diante desta situação que vai caracterizar, ou não, o meu pecado.

Esta resposta é de suma importância, pois é uma questão de decisão, e isso pode mudar o rumo da nossa vida. Posso seguir os meus impulsos humanos, ficar lamentando o leite derramado e morrer de inanição, ou posso levantar a cabeça e usar deste fato como um impulso para conhecer outros caminhos para me alimentar e então, viver.

Não tenhamos medo de passar por estes momentos de dores, de decepções, porque é em meio a estas dores que a graça da santidade se faz real. É nestes momentos dolorosos que a linda verdade da vida de santidade se faz vida em nossas vidas. E, com o tempo, estes momentos que antes nos pareciam um "Tsunami" destrutivo, agora nos parecem bálsamos para a alma.

Esta mudança de mentalidade nos traz a graça da visão sobrenatural, onde nossa alma pode contemplar os presentes, as graças que Deus nos concede nestas visitas inusitadas! É loucura aos olhos humanos, mas sabedoria aos olhos de Deus. São nestes momentos que a nossa confiança plena na graça e na misericórdia de Deus se fortalecem e ficam cada vez mais enraizadas em nossa alma, em nosso espírito até contaminar todo o nosso ser. E este é o caminho para chegarmos à plenitude do Homem Perfeito, que é Jesus Cristo.

Sofrer as dores do Evangelho nos rende a Vida Eterna. Isso não tem preço! Não precisamos buscar o sofrimento, mas quando ele vier, que a nossa resposta, a nossa atitude, seja de pessoas com uma nova mentalidade, uma nova visão: a do Evangelho.

De fato, as pessoas que rezam, sofrem... mas em Jesus Cristo são mais que vencedoras!


 
santidadesh
Enviado por santidadesh em 15/02/2006
Código do texto: T112387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
santidadesh
Fortaleza - Ceará - Brasil
17 textos (2619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:17)
santidadesh