Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INTROSPECÇÃO

No lusco-fusco insetos bailam
Prenuncio da noite de verão.
Regato murmurando,
cantigas de adoração.
Dobram os sinos na capela,
Insinuando o momento da oração.
A mente em contrição
Implora à Deus o perdão...

Atos, desmandos, omissão,
deixam o corpo alquebrado.
Deus! eu sou uma negação...
Não mereço viver,
nem imploro o perdão.
Só rogo com humildade,
se eu tiver que renascer,
seja com conscientização...

Santos SP
08/10/2005
Respeite Direitos Autorais


Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 13/03/2006
Reeditado em 13/09/2007
Código do texto: T122685

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito à autora original(Nadir A D'Onofrio) http://www.nadirdonofrio.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Santos - São Paulo - Brasil
941 textos (96688 leituras)
145 áudios (12768 audições)
18 e-livros (4283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:10)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor