Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Não a Nada Aqui"

Não a Nada Aqui
Meu Espírito respira em um lugar frio e sombrio. Vejo nuvens brancas passarem bem em frente aos meus olhos e não consigo pegá-las.
A dor, a desilusão, a discórdia, a raiva e as emoções soam como trovões dentro DE um coração inquieto que busca a liberdade do seu próprio ser. Vejo a vida e vejo a morte como algo belo e sublime, mas por enquanto estou
aprisionado em uma cela sem paredes, nem grades em uma prisão impossível por todos os meios e por todas as coisas de ser violado.
Vejo olhares, vejo sorrisos e vejo indiferença perante um menino que ainda não cresceu. Não cresceu o suficiente para libertar-se de si mesmo.
Vejo os bosques e seus campos queimando como um inferno vazio nas brumas de uma escuridão sem fim onde só existe a luz.
O Espírito vai voltar, há se vai. E lá! Bem no fundo de nossos corações ira soar o mais alto e belo grito de liberdade.
A Deusa Mãe, O Demônio Pai, O Espírito Filho, são as coisas da vida que nada vale lutar, nada vale fazer, por que desde o principio nada existiu.
Eu Te Amo.
Meu Amor.
Minha Vida.
Minha Juventude.
Minha Velhice.
ENTERNIDADE..........
Marcelo Gomes
Enviado por Marcelo Gomes em 14/03/2006
Código do texto: T123006
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Gomes
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 39 anos
24 textos (991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:31)