Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estado de Melancolia

Certas vezes o ódio simplesmente toma conta de todo o seu ser, da sua existência, e você, por sua vez, não sabe explicar porque isto acontece, mais é um sentimento ate que agradável de uma maneira peculiar.

   Porque será que existe a mentira, o preconceito, a discórdia, o amor? Sentimentos tão estranhos inexplicáveis, simplesmente você sabe que esta acontecendo naquele momento mais nem sempre o porquê esta.

   Ponha-se numa situação assim: Você marca uma coisa, tudo certo, diversão com bons amigos, mais alguém tem uma idéia diferente de seus amigos e você simplesmente tem que desmarcar tudo, destruir os seus planos de uma sexta a noite, simplesmente por causa de um miserável que cismou em não lhe aceitar, ou ainda não quer abrir os olhos e ver a verdade que esta postada na sua cara.

   Não me sinto bem estando aqui escrevendo num teclado escutando uma musiqueta qualquer que nem sei qual o cantor, mais estou desolado o suficiente para não me importar com isto.

   Afinal, entrando no meio de uma fase de melancolia que queria poder expressar não me importo muito com nada. Agora acabando a musica entra uma muito característica desse momento. Cássia Eller, uma mulher ao qual dou valor. Lésbica assumida, Drogada, Cantora aproveitando a sua vida como achou melhor sem dever a ninguém sem medo de ser feliz. Dizem até que ela não pode ter sido feliz se drogando sem Deus ou coisa assim, mais onde entra deus no meio de nossa vida? O que ele faz para nós? Apenas uma coisa ou alguém que esta aqui para dizer o que podemos ou não fazer. Será que ele realmente existe? Porque apenas fica ai em cima mandando e desmandando em nossas vidas? Será que realmente devemos a ele? Não dou a mínima para o que você acha mais eu não acho que devamos.

   Se pudesse, aproveitava a vida como acho que devo, sem interferência direta de superiores injustos que sempre se acham certos que dizem sempre algo mais na hora de fazer não fazem. Para mim o ditado “Faça o que eu digo mais não faça o que eu faço” não funciona, então se você diz algo, pelo menos honre o que você diz e de um exemplo.

   Porque a morte sempre parece tão convidativa numa fase de melancolia? Será que é ou não uma boa resposta? Quem vai, eu nunca vi voltar para reclamar, mais infelizmente também não vi voltar para dizer que é bom. Será que morrendo viramos algo? Quem sabe.

   Queria morrer para saber a resposta de tudo, mais não quero morrer para poder aproveitar tudo o que ainda existe aqui de bom. Pessoas que quero pessoas que tive coisas que já consegui e que ainda não. Não, não vou citar nomes, bem que gostaria de poder citar, mais não seria correto por este meio aqui, pois só a própria pessoa sabe que eu a desejo ardentemente, não entrarei em detalhes simplesmente porque não quero.

   To cansado de escrever, sem o mínimo saco de fazer qualquer coisa, pensando a cada segundo no que posso fazer para amenizar a minha dor, o meu ódio e ao mesmo tempo o meu egoísmo. Pensando na morte a cada momento, em cortar os pulsos, ou qualquer outro jeito. Mais com medo de fazer sofrer quem não merece, e rindo de quem merece. Será que existe uma maneira mais pratica? E quanto a fugir de casa, desaparecer no mundo, ir para casa de alguém onde possa ficar como quero, com pessoas que me aceitam sem tirar nem por. Acho que não faço isto simplesmente por uma pessoa, eu mesmo não sei se eu poderia perder algumas coisas que teria que deixar nesta atitude drástica. Decisões a ser tomadas pela minha cabeça, são muitas coisas num lugar só que chega a incomodar de uma maneira incrível, assustadora, mais ao mesmo tempo convidativa.

   Queria muitas vezes que a minha cabeça explodisse simplesmente para que eu não tivesse que entrar em conflito com tantos sentimentos, tanta dúvida, rancor, ódio, amor...

   Acho que vou parar de escrever, pois não agüento mais segurar a raiva, segurar o ódio, as lágrimas. Arrependo-me ate de ter começado este texto mais agora não jogarei fora, acho que seria mais um desperdiço em minha vida.
   Se eu enviar pra alguém, mostrar num papel, escrever, ler qualquer coisa, considere-se privilegiado, pois por mim acabava aqui e dava fim a tudo, como você quiser entender, mais acho que existem algumas coisas e pessoas que ainda vale enfrentar barras ruins. Cansei de escrever, pra mim chega. Se você leu ate aqui pouco me importa delete, rasga, esquece qualquer coisa. Desculpa te incomodar.
Muba
Enviado por Muba em 01/05/2006
Código do texto: T148199
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Muba
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 27 anos
5 textos (521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:35)
Muba