Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

A chuva está forte lá fora.
E minha janela aberta,
Deixo os pingos gelados cairem sobre meu rosto.
O telefone toca,
Mas não atendo,
Talvez a solidão fala mais alto nesse momento.
Silto falta, dos velhos tempos,
Aqueles velhos tempos sim foram bons.
Às vezes fico relembrando cada momento,
Cada palavra para não deixar a solidão me abraças,
Mas quando olho em volta,
Não vejo ninguém,
É sinal de que estou sozinha.
As mãos frias pedem fogo para aquecer e quebrar o gelo.
Esse mesmo gelo que um dia derreteu
E foi derramado no chão.
Nunca tivemos um inverno tão doloroso
Em nenhum outro verão.
Estamos prestes a morrer,
O que será que irá acontecer com o s nossos corações?
Foram jogados ao vento
E se juntoram com as folhas secas
Que sobraram do outono.
Espero o Sol, manhã mais bela,
Só o que tenho é um deia cinzento e chuvoso.
Aquela mesma chuva que nos molhou um dia,
Bate agora como pedras em  minha janela.
Babinha
Enviado por Babinha em 05/05/2006
Código do texto: T151017
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Babinha
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
41 textos (2561 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:18)
Babinha