Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O espelho

  Estranho como, muitas das vezes, estamos diante de espelhos e nem notamos isso. Cada qual com seu espelho, refletindo uma busca, uma fantasia, um desejo.
  Interessante notar a variedade desses espelhos. A imagem refletida e que muitas vezes nos enobrece ou desvia nosso olhar, a superposição de imagens de nosso desejo em outras pessoas, a nossa autocrítica, a simples auto-análise de um objeto, quantos são os espelhos que criamos.
  Mas muitas das vezes acabamos prendendo nesse universo de espelhos a própria luz que incide sobre essas imagens a serem refletidas. Nos esquecemos de analisar, simplesmente, o que há dentro de nós mesmos.
  Tudo se torna difuso, complicado de se entender, de se interpretar, simplesmente porque é fácil analisar uma imagem pela formalidade dos olhos, mas muito complicado analisar uma saudade.
  O interior não se aprisiona, não se transpõe em simples figuras. Apenas se sente. E nesse sentir, ele se liberta. E nesse libertar, ele se transmite.
  E são esses raios de sua transmissão que fazem com que a verdadeira imagem seja vista. A imagem através dos olhos. A verdadeira essência.
  Tente olhar para o espelho e, em seguida, fechar seus olhos. Apenas imagien o que verdadeiramente está se refletindo. Talvez consiga voar. Talvez consiga chorar. Talvez, simplesmente, consiga ser você mesmo.
 
   
Out of the blue
Enviado por Out of the blue em 21/05/2006
Reeditado em 21/05/2006
Código do texto: T160087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Out of the blue
Salvador - Bahia - Brasil, 34 anos
9 textos (400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:45)
Out of the blue