Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Expresso Galáxia 1.

Minha cabeça , viajando as galáxias .
A lua que ilumina a terra , nova , minguante e cheia se parece muito com o meu coração .
Satélites como latas de lixo , e na terra mísseis apontados para as américas .
No globo as bactérias , que humanos criam e fazem parte.
E na frieza de seus prazeres , destrõem a si próprios e a todos .
Na mente escuridão , pequenos brilhos cintilantes .
Um abraço apertado talvez um beijo eterno , que dure frações de segundos ou anos luz adiante.
Um encontro com o despertar que nunca chega de surpresa .
Mais surpresa seria flutuar sem retornar .
Planeta Terra , Globo , Humanidade , os filisteus , egípicios , saduceus e o filho de Deus .
O que fizemos então ? O Vento esta muito forte .
Tenho que retornar,  pois meu corpo quer voltar.
Para quem sabe apalpar seu corpo
Beijar seus lábios .
Humanos apenas Humanos .
E na rotação do Universo rodei .
Amei a minha falta de amor , abandonei a mim mesmo !
Dal
Enviado por Dal em 30/05/2006
Código do texto: T165911
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dal
Santo André - São Paulo - Brasil, 44 anos
1 textos (26 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:33)
Dal