Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O clima já é de expectativa e festa. Todos com bandeiras nos carros, nas janelas dos prédios, nas roupas, nos cabelos. A alegria é contagiante, o patriotismo crescente. Voltamos a ser jovens, quase adolescentes, porque a vitória é praticamente certa.

Enquanto isso, os corredores dos hospitais continuarão com pessoas amontoadas, remédios faltando para quem não têm recursos e os idosos passarão a noite gélida nas calçadas, esperando por uma senha. Os nossos jovens desempregados contentar-se-ão em passar mais um dia com fome, tentando sobreviver.

Os governantes, com bandeirinhas nos vidros dos carros importados, estarão divertindo-se também, em grande estilo, é claro. A festa será geral. De todos nós.

Os alunos das escolas públicas continuarão fingindo que aprendem enquanto os professores fingirão que ensinam, aguardando ansiosamente os dias em que todos irão mais cedo para casa, torcer. É o que importa. Será um grande evento, sem dúvida.

Os políticos farão uma pequena pausa em seus “negócios”, para aclamar, eufóricos, a vitória das cores do seu país. Pode até ser que o PIB tenha alguma melhora enquanto durar a sua comemoração. Durante a contenda, ninguém mandará dinheiro sujo para fora, ninguém falsificará qualquer documento, ninguém mentirá deslavadamente na frente das câmeras. Estaremos todos de mãos dadas, torcendo num só coração.

Até os chefes das facções criminosas soltarão um comunicado geral para os seus associados, via celular ou através dos seus advogados: enquanto durar a partida, nada de rebeliões, assaltos, seqüestros ou assassinato de inocentes. Queremos paz. Todos unidos num mesmo ideal. Só o tráfico de drogas será permitido, para alegrar a turma...

Vai ser algo insuperável, grandioso, quase épico, para ser contado no futuro aos nossos filhos.

E quando a festa terminar ...  tudo voltará ao " normal"... o “patriotismo” fenecerá ... e o nosso país, de volta à crua realidade, terá apenas mais uma estrela no uniforme... nada mais! 

Parece-me que é pouco, muito pouco, para os que realmente acham que amam o nosso país. 

Nota atualizada:

Até a nossa sexta estrela perdemos!  Isso já é demais!!!

J Maelick
Enviado por J Maelick em 30/05/2006
Reeditado em 06/07/2006
Código do texto: T166242
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J Maelick
Guarulhos - São Paulo - Brasil
24 textos (6019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:02)
J Maelick