Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Misteriosa Loucura

De repente você não se estranha de ser você? Mas que indagação é essa, só os loucos fazem isso.... Pois eis-me aqui. E se tantos me perguntassem o que era eu não saberia responder. Porque era o puro devaneio de mesmo não sabendo sentir o gozo que me pertencia. Sim porque os sentidos estão sempre vivos. Mesmo que as fronteiras entre a vida e a morte sejam bem pequenas. E se às vezes o céu deixe de ter essa lua linda, e se pouco sentisse esse friozinho nas entranhas, aí sim seria a perdição. Porque não me há sentimento pior do que a apatia. E se assim sendo, assim fazendo, o que eu poderia dar-lhes de explicação? Se mesma eu que tento que algo aconteça, não consigo debruçar-me e encontrar alguma solução que seja, o que poderia proferir para vocês. E que palavras são essas que saem de minha boca, de inverdades, de palavras sendo e não sendo mal contadas, por falta de ações. E que tipo de gente é essa que represento que ao menos não se indaga como sendo parte integrante do mundo. E que sou eu assim, para falar-lhes alguma palavra que seja. Às vezes acabo achando que vivo do silêncio e que ele me pertence, não desculpem-me minha falta de humildade , não sou digna de possuí-lo , simplesmente ele me possui. E se tantas horas é preciso que assim sozinha tenha tempo pra pensar, pra realizar, pra ser uma coisa nova que sempre espero, porque tanta demora? Se for preciso ou não também assim na minha colocação não saberia explicar, se mal consigo ver respostas para o mal do mundo , que respostas são essas que espero de minha própria existência. Sim digo sempre que a beleza das coisas me instiga, e serei eternamente grata, por ter flores e jardins e por poder-lhes escrever tais palavras, mais se ainda sim pudesse fazer inúmeras coisas, que tipo de resolução é essa. É justo aquela mesma apatia de que tanto tenho remorsos , essa mesma posso dizer-lhes é o meu refúgio. E que paradoxo é esse? Simples é a não visão. A salvação está em ainda acreditar. Acreditar chorando... que não é apenas o que vemos , que existe. Há um mistério nisso tudo, e fico feliz de fazer parte dele. O mistério chama-se vida.
Lady Sophia
Enviado por Lady Sophia em 21/06/2006
Reeditado em 13/09/2006
Código do texto: T179881
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lady Sophia
João Monlevade - Minas Gerais - Brasil, 25 anos
147 textos (6551 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:32)
Lady Sophia