Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onda

Saudades da infância...

Febres que pegavam todo mundo da rua, onda de bicicleta, de pantins, io-io, pega-pega, caçador, estilingue, esconde-esconde, amarelinha...

Hoje só onda de assaltos, sequestros, gripes, terrores, tsunâmis. Em febres, delírios, paranóias - medo, medo, medo -, cotovelos apertando-se num multiplo de solitários. Um diz alto - acho que aquele ali é bandido!, outro pensa - que otário (vizinhos no obituário).

Onda do EU inter-extra-ultra-mega-rior: (catando o que sobrou do barraco desbarrancado; após o divórcio do casamento que durou um mês; dentro dum avião parado e céu sem-teto; quebrando a unha depois de 3 horas no salão) "É...a vida não é fácil"...Afogando-se em mágoas, ou na onda do "fazer o quê, né?".

Aqualândia...

Submersos em ataduras de nós dos outros; engolindo seco em terra firme; ou boiando cegamente, de bunda pra lua.
Cláudia Cândido
Enviado por Cláudia Cândido em 11/07/2006
Reeditado em 04/10/2006
Código do texto: T191941
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Cândido
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
21 textos (1465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:09)
Cláudia Cândido