Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(Paz + Ciência)³ = Seqüência

Há flores no túmulo do ódio,
perdi meu tempo lá por respeito,
e mais nada.
Se orgulho coubesse à mim,
blasfêmia não faltaria.
No entanto ironizo a inversa ação,
deixar de viver?
Isso é para os fracos...
Lágrimas, dor, nostalgia,
se tudo isso valesse a pena, teria sentido.
Somos mais de 180 milhões,
tem de haver paciência na procura.
Mansidão...
Mas ao fundo do poço,
o ar recolhido cala a breve revolta,
meu coração segue tateando o piso breu,
engolindo seco, sedento por paz.
Sob o mormaço da decepção passada,
vi o suor da fragilidade esboçar validez,
sensação de novidade, um susto anormal.
Após longo convívio, um tapete puxado,
a queda  no solo inexistente resultou em feridas ao rosto.
Conseqüência essa,
que é fruto de uma personalidade em estado de moldagem.
Decepção da vida, obra do acaso,
as costeletas ao espelho aguardando sua guilhotina.
Vou aparar, sorrir e voltar a  viver.
E pensar que muitos desistem na primeira queda...
Tolos!



Edwin Ataíde
Enviado por Edwin Ataíde em 20/07/2006
Código do texto: T197784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edwin Ataíde
Santos - São Paulo - Brasil
29 textos (914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:27)
Edwin Ataíde