Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desespero

Agora é certo que não saberei como agir
Essa triste realidade quase me consome por completo
E chego ao ponto de quase explodir
Enquanto ferve o crânio dentro de mim
Nessa utopia real em que prevalecem desejos
Que nunca serão realizados
Ou talvez nunca descritos ao além da minha mente
Tenho pensamentos sórdidos sobre o meu nada
Sobre a realidade que rodeia e se revela e me desespera
E confunde tudo aquilo da qual eu tinha certeza
Traduza-me em verdades relativas
Enquanto creio em verdade absoluta
Mas parte de mim luta quando a outra não se submete
Sou racional e razão
E as duas não conseguem se completar
Ou entrar em consenso
Por toda vida ainda lembrarei
O dia em que não me decidi
O dia em que ao máximo me traí
Para pecar contra todos meus sentimentos
Revelando-me em todos meus sentidos
Sou mais confusão,mais incerteza,mais indefinição
Ah, Deus...por acaso quem sou eu?
Por acaso quem eu sou?
Se por acaso sou mais do que conceitos,crenças e costumes
........o que agora, e por hora, fazer?




Andréa Nogueira
Enviado por Andréa Nogueira em 24/07/2006
Reeditado em 25/07/2006
Código do texto: T200575
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andréa Nogueira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
22 textos (603 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:10)
Andréa Nogueira