Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Defesa / Ataque

 
Acabou-se o que um dia chamou-se eterno
Um juramento quebrado e punido antecipadamente.
Diante de Deus e dos homens mentimos
Diante dos nossos próprios olhos caímos

Do que um dia foi festa, sobrou somente a lembrança
Celebrávamos a mentira que vivíamos
O projeto que só tínhamos a maquete
E o desejo de viver apenas o momento.

Brincamos com fogo e nos ferimos
Palavras, lembranças e vidas.
O tempo não é um brinquedo seguro
A vida passa, e nada mais volta ao início.

Não tentei contabilizar as perdas
Seria ainda maior a dor que agora sinto.
Apesar de não conseguir ser um casal
Dói deixar alguém integro sair de sua vida.

As ofensas trocadas não me valem como incentivo
A maior partes das que fiz, já me arrependo.
Queria ferir e consegui, agora não sou capaz de ver agonizando o oponente
Mesmo tendo sido atingido, dói mais a ofensa que dei do que a que recebi.


Alexandre Fernandes
Enviado por Alexandre Fernandes em 31/07/2006
Código do texto: T205993
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Fernandes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
59 textos (1989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:47)
Alexandre Fernandes