Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

amo-te

Amo-te no colorido dos dias cinzentos porque a cor está nos meus olhos e eles só te vêm a ti. Amo-te no escuro do meu quarto e na solidão dos meus dias porque a minha alma está cheia de restos de abraços que reconstruo quando nao estás. Amo-te porque és a surpresa que espreita na minha janela quando os dias parecem ser sempre iguais. amo-te de todas as formas possíveis, se bem que prefiro a forma recta a tender para o infinito. Amo-te no decorrer dos dias, mesmo que preferisse que o tempo parasse quando me apertas mais forte e sabemos que nao vamos esquecer. Amo-te na música, na poesia, no sorriso e na maresia. Amo-te tanto que quero esgotar as minhas forças dizendo-te isso mesmo. Amo-te e sei que te vou amar daqui a mil anos, mesmo que nao seja aqui e mesmo que o que reste de mim seja pó. amo-te para além deste mundo que nao me interessa entender porque nao lhe pertenço. amo-te na tua fragilidade e na tua força, ambas como deus fez o mundo na sua perfeição. Amo-te sem dizeres nada porque foi no silêncio que te amei pela primeira vez. Amo-te  há tanto tempo como aquele em que nao sei da minha alma.
marta neto
Enviado por marta neto em 01/08/2006
Código do texto: T206690
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marta neto
Portugal, 31 anos
13 textos (387 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:49)
marta neto