Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flora Secreta

Namorados na grama extensa
Olham acima de si:
Somente eles conseguem ver para onde as nuvens estão indo,
Somente para descobrir [que]
A poeira e a luz do sol deixam o céu tão azul...

A tarde está enevoada,
O rio fluindo.
Por todo lado, os sons
Movendo-se para mais perto deles,
Contando-lhes a estória
Contada pela Flora,
Sonhos que eles nunca conheceram...

Salgueiros prateados,
Lágrimas da Pérsia,
Aqueles que vêem de uma ilha distante.
A Chanterelle de inverno jaz oculta,
Glória-do-sol da cor azul.

Um pouco eles conhecem como paixão,
Um pouco [conhecem] como liberdade,
Um pouco eles conhecem como amor
E o jeito que abandona-os [como se fossem]
Floco de neve de verão
Durante uma estação,
Quando o céu acima está azul,
Quando o céu acima está azul...

Deitado na grama extensa
Bem perto junto dela,
Dando-lhe o nome daquela que a lua ama.
Este será o dia que ela
Se recordará,
Quando ela soube [que] o coração dele estava
Amando, na grama extensa,
Bem perto junto dela,
Sussurrando de amor e o jeito que os abandona...
Deitados na grama extensa,
Na luz do sol,
Eles acreditam que é amor verdadeiro...
E por todo o lado ao redor deles,
O segredo da flora,
Contando-lhes sobre o amor e o jeito que [o amor] respira...
E
Olhando para cima à partir de olhos purpúreos,
Eles podem ver [que] o céu está azul,
Sabendo que seu amor é verdadeiro,
Sonhos que eles nunca conheceram
E o céu acima está azul...

Sandro London
Enviado por Sandro London em 02/08/2006
Código do texto: T207820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sandro London
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
24 textos (476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:40)
Sandro London