Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dolorido

E porque me corrói esse maldito desejo
essa impossibilidade
essa distância
gozo a dor e meu êxtase vem vertido
escorre nas pernas
escorre no rosto
E porque eu não posso tê-lo
e porque eu o amo
eu odeio quem sou
odeio quem ele é
e gozo a maldita flama nessa letra
que não condiz com nada
que não diz nada
e que sangra minhas pernas
sangra minha alma
sangra com um sangue poluente
que desanda rios
afronta mares
e lava meus olhos de sal
E porque eu digo adeus agora
e não entendo porque escrevo
meu corpo tomba a frêmitos
e lanha-se a si mesmo
e rompe em mim tudo o que não deveria
o medo, o terror e a solidão
Tremo com os sóis de agosto
e chovo as chuvas do estio
e ainda calo
e grito
e calo
e escorre de mim a última angústia
o último desejo
o derrame
e gozo em lágrimas

a falta de amor
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 15/08/2006
Código do texto: T217109

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (344674 leituras)
1 áudios (2463 audições)
4 e-livros (3952 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:55)
Maria Quitéria