Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardim de atomos...

Do pó ao infinito!

Pode ser que nasci da combustão.
Helio e hidrogênio fundidos em chamas.
Chamas que escreveram a tabela periódica.
Mas, e o combustível e a precipitação do evento. Eram ou não celestiais?

Não haveria sentido em voltar ao pó e muito menos a carbono.
Não faria sentido, uma memória expandida e formatada pela lógica se perder no tempo.
Tantos ensaios no decorrer da vida: ensaios evolutivos e dificeis que não cabem nos laboratórios.

Para quê?

Não pode ser para voltar a ser simples matéria.

Sim! Minha lógica é pequena para entender a perfeição da criação.
Mas é grande para ter esperança.
Esperança na existência de multiversos. Outras dimensões distantes do nosso estágio.

Quem sabe Eisnten vislumbrou-as. Quem sabe ele continua seu trabalho em uma delas...
Qujem sabe?
Quem sabe vou encontrá-lo e ser seu jardineiro.
E quando ele sair para passear entre atomos coloridos:
Serei por alguns nano micro segundos, seu aprendiz para desvendar os segredos deste
universo.

Então direi: sou um homem feliz e realizado...
jaeder wiler
Enviado por jaeder wiler em 30/08/2006
Reeditado em 05/09/2006
Código do texto: T229026
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jaeder wiler
Mantena - Minas Gerais - Brasil
359 textos (17380 leituras)
9 e-livros (8150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:51)
jaeder wiler