Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMO-TE AMBIGUIDADE





COMO PUDE? PERGUNTO-ME. COMO PUDE?
COMO PUDE SER TÃO CONCRETO E AO MESMO TEMPO TÃO INSANO?
COMO PUDE SER TÃO REAL E AO MESMO TEMPO TÃO FARSANTE
COMO PUDE TE AMAR E AO MESMO TEMPO NÃO MAIS? IRREAL!
COMO PUDE CONTRUIR MAGOA E AO MESMO TEMPO DESTROIR SENTIMENTOS? DESCULPE-ME...
COMO PUDE TE TIRAR DE MIM SEM QUE PEDISSES PARA SAIR?
COMO PUDE PODER TE DIZER UM NÃO, ME ESQUECER DA CANÇÃO E ME PERDER NA MINHA IMENSIDÃO? NÃO!
COMO PUDE QUERER PROSEGUIR SEM TI?
COMO PUDE TE TER E NOUTRO DIA NÃO MAIS...
COMO PUDE VER QUE CHEGAVA O MEU FIM, QUE CHEGAVA O MEU FIM, (...) E MESMO ASSIM QUERER SEGUIR?!
PERDIDO EM MINHA CULPA, ENGANADO POR MEU PRÓPRIO ENGANO. ASSIM ME ENCONTROU, ASSIM ME AMOU, ASSIM ME ABRAÇOU, ASSIM ME AMOU E ASSIM FICOU. FICOU COMO NUNCA TINHA FICADO, ME COBRIU DE AFAGOS E CONTINUOU DO MEU, E FICOU, E FICOU... E O SOL CHEGOU, ALEGROU O CÉU QUE SE ALEGROU. ÉS O HUMANO REVELANDO DEUS, ÉS O AVESSO. MINHA LINDA E PURA AMBIGUIDADE. EU TE AMO. COMO PODEREI TE ESQUECER? ALIÁS, PREFIROESQUECER COMO TE ESQUECER!



kinho scj
Enviado por kinho scj em 09/09/2006
Reeditado em 09/09/2006
Código do texto: T236240
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
kinho scj
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 32 anos
9 textos (328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:02)
kinho scj