Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atas e amarras

Sinto saudade das minhas atas queridas, aquelas que me estressavam e faziam chorar. Sinto falta delas porque junto da dor vinha minha alegra e meu cansaço gostoso que me dava paz à noite e me deixava dormir um sono profundo e sem sonhos, sonhos esses que quando vinham traziam o cheiro das flores e o murmúrio dos anjos.

Também sinto falta das amarras. Elas me mantinham presa à realidade que eu tanto gostava de viver e não sabia, ou fingia não saber para não ter que sofrer quando elas se soltassem.

Sinto mais saudade do meu ontem do que do meu amanhã, pois o ontem já aconteceu e eu sei do que gostei e tentei mudar o que não gostei, às vezes com sucesso, outras com fracasso. O meu amnhã pode ser bom, mas o meu ontem foi melhor.

E o hoje? Bom, o hoje é, definitavamente, cheio de outras atas e amarras.
Angélica Nicolosi
Enviado por Angélica Nicolosi em 20/09/2006
Código do texto: T245087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Nicolosi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
25 textos (1729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:36)
Angélica Nicolosi