Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silenciosamente calado...

Ouço o silêncio, dizer-me...
Porque não te calas, que me acordas
Estou exausto, quero dormir.
Estou farto, deste barulho ensurdecedor, que me fere os tímpanos!
Ao princípio, meteu-me alguma confusão!
Mas depois...compreendi, o que o silêncio queria dizer...
É que o silêncio...nunca dorme.
Está constantemente alerta, silenciosamente...
Por isso...está exausto e quer dormir.
Para poder estar sempre, alerta.
Nas mentes silenciosamente inquietas, que não conseguem, dormir descansadas...
Mário Margaride
Enviado por Mário Margaride em 23/10/2006
Código do texto: T271340
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Margaride
Portugal, 64 anos
373 textos (27606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:23)
Mário Margaride