Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

construção

Depois de tantos dias deitados ao seu lado, ouvindo sua respiração,
simplesmente desisti.
Porque eu via seus olhos fechados se moverem e sabia que você estava ouvindo,
ouvindo cada palavra que eu falava.
Tenho certeza que entendeu todas elas.

Então eu posso dizer que eu cansei,
cansei de dormir, comer, foder, VIVER debaixo de um teto construído por mentiras.
Então eu fiz, eu apenas fiz tudo o que você tinha prometido,
tudo o que você jurou em noites em claro que ia me dar.

Eu te acordei, eu te causei dor.
Cada grito que você dava era cada decepção que eu guardava.
Você batia nos meus braços, você me machucava,
mas não, não era forte o suficiente para me apagar.

Então eu fiz e odiei cada gota vermelha que caia fora do lençol.
Pensava se eu poderia faze-la sumir e fazer você suplicar por perdão.
Mas só ouvia "esse é o erro que vai te acompanhar pra sempre".

Te arrastei até onde não era coberto e lá mesmo, sem papel nem caneta,
consegui fazer o que você prometeu.
E em cada tijolo que eu colava com sua carne nojenta eu sorria mais,
cada centímetro da parede que eu pintava, eu sorria mais,
porque sabia que era a porra do seu sangue que ajudou a diluir a tinta e pra isso que você prestou.
Só pra isso.

Eu te odeio com todas as forças que tenho em mim, filho da puta.
Marie
Enviado por Marie em 02/11/2006
Código do texto: T280550
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marie
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
2 textos (75 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:43)