Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maldito

Sei, sou culpado
Sou culpado pelo sim e pelo não
Sou culpado pelo talvez
Pelo tempo
Pela entrega
Sou culpado por estar vivo
Por ser quem sou
Sim, assumo a Náusea... sou culpado!
Todo culpado merece castigo
Essa é a lei da selva
A selva desconhecida que é o Ser

Minha selva ruge
Organizada em rebelião
De tantos afogamentos
Sobraram apenas cadáveres de mim
Por que deveria pensar em morrer?
Morre-se enquanto vivo
O horror da morte é visto todos os dia
Em TODOS nós
Somos mortes ambulantes
Levamos sofrimento onde vamos
Raça linda porque que sente
Queres ser belo?
Seja!
Existe sempre beleza na dor
E dor na beleza

Lilian de Oliveira
Enviado por Lilian de Oliveira em 06/11/2006
Reeditado em 06/11/2006
Código do texto: T283287
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lilian de Oliveira
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
13 textos (355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:42)