Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOU...

 
Quem sou eu para contar a história
se nem percebido consigo ser?
Percebido pelo meio, pelos vizinhos,
pelos patrões, pelos parentes, pelos padrões,
pela diferença que fariam meus feitos...
Pela complacência de ao menos um notável!
Pela displicência de alguém importante num momento de generosidade!

Quem sou eu para querer ser alguém,
se nem a palavra me é amiga?
Se gasto o tempo apenas na lida
sem tempo pra lidar com a vida?

Que pretenderia com esta forma nula de existir?
Decidir? Competir? Compelir? Influir?

Que disparate pensar assim, ainda que em raros lampejos!
Qual arte me tiraria do limbo entre o medíocre e o inócuo?
Qual parte estimularia?
Quem de exemplo seguiria?
Quem seria se fosse alguém?
Quem reconheceria que era eu, ali... Sendo alguém...

Que eu acharia de mim então?
Fabuloso? Vaidoso? Orgulhoso? Lustroso?

Seria assim... Alguém de quem se fala!
De quem se comenta!
Precisaria continuar sendo alguém de feitos inesquecíveis, definitivos...
Alguém de fibra! Alguém de força! De cultura! De carisma!
Que quebrasse regras! Que criasse regras!

O que precisaria ser para ser alguém?
Político? Atleta? Escritor?
...pessoa... ...É o que apenas sou.

Edbar
Enviado por Edbar em 08/11/2006
Código do texto: T285217
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:59)
Edbar