CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

É possível recuperar-se do uso de drogas sem internação?

É comum ouvir entre as pessoas, que um dependente químico, para se recuperar do vício e levar uma vida normal, tem que ser afastado da sociedade e ser submetido a um tratamento com alguns meses de duração, em um lugar isolado e longe de qualquer possibilidade de uso de drogas. Algumas pessoas acreditam que com alguns meses sem uso de drogas, depois de o organismo desintoxicar, a pessoa conseguirá parar de usar drogas definitivamente e se voltar a usar drogas, é por falta de caráter, vontade ou algo do tipo.

Se a dependência química fosse uma doença física, este argumento poderia ser verdadeiro, porém, sabemos que a dependência química é uma doença espiritual, com graves conseqüências físicas é verdade, mas sua origem e desenvolvimento se dão na alma, nos sentimentos e no entendimento.

Quando fui internado pela primeira vez, após o terceiro mês de isolamento em uma fazenda para recuperação de dependentes químicos, tive a sensação de que nunca mais iria voltar a usar drogas. Desintoxicado, bem alimentado e praticando esportes, estava fisicamente recuperado.

Após 130 dias de internação, recebi alta, era jovem e meu maior desejo era voltar a estudar, trabalhar para construir um futuro digno. Porém depois de dois meses após a saída da internação, lá estava eu novamente no vício, com mais voracidade que antes e muito mais auto-destrutivo.
O que houve? Quando usei drogas pela primeira vez, não imaginava onde as drogas iriam me levar, não pensei que iria chegar ao fundo do poço, quase destruir minha vida e minha família, pensava que iria conseguir controlar, sem dúvida, na primeira vez me iludi, me auto- enganei, achando que não me viciaria. Achava que pararia de usar quando quisesse. Enganei-me!

Porém, quando recaí, após cinco meses internado e mais dois meses na rua, freqüentando um grupo de recuperação sem usar drogas, não havia desculpas, já sabia do poder destrutivo das drogas e que não podia controlar o uso uma vez que o iniciava, e alem do mais, meu organismo estava limpo e recuperado, eram sete meses sem uso de drogas. Para completar eu tinha sonhos, queria estudar, trabalhar, conhecer uma garota decente, casar, ter filhos e ainda, eu tinha todo apoio da minha família. E eu não era uma pessoa sem caráter, aliás, nunca fui!

Então, porque recaí?

A dependência química é uma doença comportamental, sendo assim, só é detida com a mudança do comportamento autodestrutivo, está mudança não é fácil de ser realizada, pois este comportamento é um traço marcante do indivíduo, que na maioria dos casos o acompanha há anos. No meu caso, os sentimentos de inferioridade, orgulho, baixa auto-estima e eterna insatisfação, ditavam meu comportamento.

Como mudar?

O primeiro passo para a mudança é a admissão que é necessário mudar! Admitir que algo está errado!
Se uma pessoa, não admite que tem um problema, ela nunca irá conseguir se libertar deste problema. Por isso, a recuperação não depende da igreja, da família, do pastor, da clínica de recuperação. A sua recuperação depende de você!
Uma vez admitido o problema (e isso já é um grande passo), o dependente químico está pronto para começar a se recuperar.

É importante lembrar que ninguém muda de um dia para o outro, porém o dependente químico não tem muito tempo, pois se o uso de drogas não for detido, o dependente poderá perder a vida a qualquer momento. Não é necessário lembrar que a conseqüência final do uso de drogas é a morte!

A princípio o recuperando deverá evitar lugares e pessoas que estão relacionadas ao seu uso de drogas.
Quem quer se recuperar não pode freqüentar bares, pontos de venda de drogas, baladas e similares. É importante saber, álcool é droga! Uma latinha de cerveja não mata ninguém, mas uma simples latinha de cerveja faz com que um dependente químico, acabe voltando ao uso de drogas!

Quem quer se recuperar, não pode andar com quem usa drogas, em hipótese alguma! Se você voltar a andar com usuários de drogas, você voltará ao uso!

Quem quer se recuperar tem que preencher seu tempo com atividades que o remeta à recuperação.
Nos primeiros meses, a obsessão (pensamento fixo no uso de drogas) e a compulsão (uso descontrolado de drogas) são o grande desafio do recuperando. Por isso é importante que o recuperando esteja todos os dias envolvido com a recuperação, em grupos de recuperação, igrejas etc.

É importante buscar amigos dentro de ambientes saudáveis, como por exemplo, nos citados no parágrafo anterior. No começo é difícil, pois o uso de drogas por um tempo prolongado nos torna diferente das outras pessoas, sentimos e reagimos diferente, mesmo sabendo que para Deus somos iguais. Esforce-se para fazer amigos que agregarão coisas boas a você, isso é fundamental para sua recuperação!
Os princípios contidos na bíblia são uma ferramenta poderosa, capaz de mudar o comportamento e o caráter do indivíduo. Se seguirmos este caminho seremos transformados e vivenciaremos o milagre, que é ficarmos uma hora sem usar drogas, esta hora se multiplicará e logo, será um dia, um mês, um ano, uma nova vida! Este é o milagre: Uma nova vida, sem drogas.

A internação pode ajudar, porém, o ambiente mais apropriado para a recuperação é o ambiente onde o recuperando vai ter que viver. Não adiante ficar meses internado, se adaptando a uma realidade que não é a sua, pois quando você voltar para sua realidade irá ter problemas e poderá voltar ao uso. Portando, pratique os princípios que foram apresentados neste texto, faça sua parte e viverá o milagre.

Funcionou para mim, funcionará para você!


Visite meu blog onde compartilho minha experiência nesta incrível viagem que é a recuperação das drogas:

www.viagemdarecuperacao.blogspot.com
VDR
Enviado por VDR em 30/04/2011
Código do texto: T2940781

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o blog www.viagemdarecuperacao.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
VDR
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
1 textos (1254 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/14 12:50)