Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Sinuosa Música Do Silêncio Interno

Vós todos já parastes para ouvir A Música Interna vossa, A Sinuosa Música Do Silêncio Interno? Neste momento do escrever desta reflexão ouço um CD de música eletrônica, a trilha sonora de Mortal Kombat Annihilation. Estou ouvindo as batidas das músicas, sentindo as sonoridades, sentindo as vibrações advindas de cada harmônica nota alta, cada harmônica nota baixa. Mas, ouço a minha Música Interna, Aquela Música que me movimenta, guia, polariza, encaminha ao seguir dos meus próprios passos... Nenhuma letra de música externa, as que ouvimos todo os dias em diversos idiomas, representaria o que é A Música Interna. Nenhuma imagem, como as muitas do meu ecletismo e daqueles que como eu a tudo querem conhecer, representaria o que é A Música Interna. Farei diferente nesta reflexão que postarei hoje, nada de textos citados, nada de imagens, apenas palavras que possam ser por vós ouvidas com os Ouvidos Espirituais vossos... Ouvem agora as vossas Músicas Internas? Ouvem os sons maiores de vossas existencialidades a ditarem as vossas construções de caminhos, ideais e metas? Ouvem os sons maiores, os sons de vossas Músicas Internas, ecoando em vossos Horizontes Internos da maneira mais possante, a instigá-los, a levá-los ao continuar na luta em prol de vossas realizações e ambições? Ouvem-na em si? Ouvem-na gigantesca? Ouvem-na singrando os vossos Mares Internos? Ouvem-na viajando por vossas Constelações Internas? Ouvem-na sendo-lhes Mãe Eterna? Ouvem-na sendo-lhes Pai Eterno? Ou ouvem apenas o que querem ouvir, externamente, deixando escapar todos os tesouros maravilhosos que os vossos Mundos Internos podem lhes oferecer? Alguns devem ouvir A Música Interna, Sei que devem ouvir, dentre os que estão lendo esta reflexão. Outros devem seguir as músicas advindas das palavras de outros, músicas de outros, a ditarem o que seguir de manhã, aceitar à tarde e conduzir à noite. Quem deve ouvir a sua Música Interna sabe que os ritmos são calmos quando o equilíbrio dos pensamentos seguem ao ritmo de uma música clássica, de um bolero, de uma bossa... Quem não ouve a sua Música Interna encontra-se sob as frequências de estranhas melodias ao seu Ser Interno, é vítima própria de surdez com relação ao que Este pode dizer-lhe, segue ao ritmo de guitarras distorcidas de um death metal enlouquecedor e ensurdecedor altamente elevado... Para as mentes livres, que pensam que os sóis e as luas podem ser os órgãos de seus organismos que melhor podem bater ao ritmo de suas Músicas Internas, estas palavras, esta reflexão de hoje aqui a ter muitas músicas inomináveis em seus pormenores ocultos, diz-lhes que o maior dos ritmos é o ritmo que sinuosamente percorre os seus Seres Internos melodicamente firme e interminável. Para as mentes que seguem as músicas das palavras de "autoridades" como os políticos, os líderes religiosos, os professores, os belos, bons e nobre condutores de todas as "boas" normas morais da sociedade, esta reflexão é inútil porque serviria de molde para mais uma possível audição perigosa: a das palavras deste Inominável Ser autor desta reflexão. Não ouçam a minha Música Interna através das minhas palavras. Não ouçam nada do que digo-lhes n'alma através destas inomináveis palavras, não construo melodias para serem seguidas, construo melodias que para reflexões sirvam. Vós sois inteligentes e com um pouco de estudo da História Da Humanidade vereis o quanto é perigoso o seguir de melodias em palavras estranhas às melodias das Músicas Internas próprias de um Ser. Multidões seguiram, por exemplo, as melodias presentes nas palavras de Adolf Hitler e o resultado está historicamente posto diante de todos nós desta Humanidade. Seria perigoso seguir as minhas melodias inomináveis, vós todos deveis seguir as vossas próprias melodias, sem ouvir as dos "grandes donos da verdade" que existem pelos quatro cantos do orbe terrestre. Vossas Músicas Internas estão aí, dentro de todos vós. Textos não podem fazê-las audíveis a vós. Imagens não podem fazê-las visualizáveis por vós. Inominável é o ouvir e o visualizar das melodias da Música Interna. Ela está disponível a todos vós. Em alguns, ela é rock. Em outros, ela é metal. Em determinados seres, ela é samba. Em outros determinados seres, ela é maracatu. Porém, ela é sinuosamente silenciosa quando inominavelmente ouvida e visualizada com os olhos d'alma alçando vôos através dos Mistérios Do Firmamento Do Ser Interno. Porém, silenciosa mesmo em seu ouvir e visualizar, possui apenas um nome: Vosso Verdadeiro Nome!







Texto originalmente publicado em meu falecido blog no Windows Live Sapces denominado Sobre Filosofia E Poesia E Música E Magia E Mundo em 09/09/06.
Inominável Ser
Enviado por Inominável Ser em 17/11/2006
Código do texto: T294264

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Inominável Ser
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 40 anos
85 textos (31721 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:16)