Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estágio

Tenho pesado minhas alternativas
Tenho escrito em verso, sentimentos.
Muitos deles... Esses indisciplinados!
...Pouco, me obedecem...
Mesmo assim, eles me são a mais pessoal delas.
As outras são ainda mais circunstanciais

A cada dia que passa, penso menos no futuro.
Penso mais em não pensar... Ou nem isso penso!
Acho que os outros o fazem por mim
...É que me dei ao luxo do egoísmo.
Da introspecção... pura e simples...
À prepotência da decantada, e outrora longínqua, auto-estima.

Também não apuro resultados
Quem sabe, esteja ficando irresponsável.
Aquele “não se importar” que tem algo de felicidade
Provavelmente, a idade trouxe uma seleção automática.
Veio com a necessidade de não mais me auto-afirmar
De não mais polemizar ou questionar as emoções
Se não são intensas... Que não sejam!
Curtirei as amenidades.
...Mas se aparecerem, retomarei minha postura hippie, alternativa...
...De ridículo homem feliz de meia idade.
...E pisarei fundo!
Edbar
Enviado por Edbar em 23/11/2006
Reeditado em 24/11/2006
Código do texto: T298753
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:50)
Edbar