Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Rio

Não sei bem porque amo tanto o Rio
Se é por ser tão belo, por ter aquelas cores,
Por estar sempre na moda
Ou pelo seu humor.
...Se é porque a cidade encerra em suas entranhas um painel fiel,
Uma colcha de retalhos do país.

Talvez porque, como de resto, seja eu apenas um turista maravilhado.
...Ou simples alvo da mídia carioca.
O certo é que sua alegria em muito me contagia,

...É que o Rio me ratifica a brasilidade.
Mesmo que me sinta assim, um pouco adúltero por não ser de lá.
Mesmo que a miséria lhe empobreça as almas
De tantos quantos a isso se prestem em nome de uma notoriedade fugaz
Mas quanto a isso, o Rio é apenas vítima, não sócio.
Tal como outras cidades,
Isso confirma sua vocação generosa e democrática

O Rio é um pai, uma cidade mãe.
Que, como os filhos, sofre por não acolhê-los como gostaria.
Aos naturais e aos adotados.
Por carecer de homens à sua altura.
Por ignorar o futuro em nome de um presente que lhe absorve,
Com seu lado escuro, um norte carente.
O Rio é certamente o cerne de nossa gente.
Edbar
Enviado por Edbar em 24/11/2006
Reeditado em 25/11/2006
Código do texto: T300602
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:53)
Edbar