Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Epílogo do AMOR"

 Como falar de amor num mundo onde impera o ódio e a violência? Como definir tal palavra se ja não existem parâmetros...    amor...    amor...
 Já tão desvirtuado em sua essência, já tão incompreendido por todos...   a cada esquina um clone falso. Neste mundo o "amor" parece estar dentro de cada olhar, em cada gesto interessado, em cada rosto apaixonado. Tão comum, tão corriqueiro...    mas...   não é esse um sentimento estranho??? Condicional, contraditório, manipulador, tantas vezes traiçoeiro e egoísta...   este, não é o amor verdadeiro!
 Se o amor tivesse uma forma, ela seria igualzinha a forma de Deus. Os dois se encaixariam perfeitamente, cada nuance de um e de outro, cada curva, cada saliência, cada reentrância estaria sobreposta...   porque Deus é AMOR! E Ele não requer nada que não esteja disposto a dar. O amor se doa, doa tudo, até a própria vida! O amor é paciente e benigno, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não se alegra com a injustiça...   o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera e suporta. O AMOR jamais acaba! Deus é AMOR!!!
Quinho
Enviado por Quinho em 22/08/2005
Reeditado em 22/08/2005
Código do texto: T44329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Quinho
Duque de Caxias - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
2 textos (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:57)
Quinho