Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

minhas alegrias malditas

Eu queria apenas ser feliz...
Não sabia que poderia ser algo tão desprezível
A cada dia que passa me sinto pior
Assim como se eu tivesse matado alguém

A minha cabeça tenta esquecer, mas não consegue.
Minhas lagrimas caem sem eu deixar
Lembro de cada palavra que vocês lançam sobre mim
Como se nunca tivessem pecado

O pior é sabe que são apenas calunias
Que vocês não sabem os motivos verdadeiros
Que minhas lagrimas caem de desespero
Porque vocês não me escutam
E Eu não os conheço
Minhas dores são minhas
Minhas alegrias são malditas...


obs: escrevi este poema num momento da minha vida muito complicado, na qual as pessoas q não me conhecem ou que por simples e mero bate-papo falam coisas q não são verdadeiras, e agora atraves deste poema eu pesso que parem, não destruam minha vida com veneno...
caroline cruz
Enviado por caroline cruz em 14/09/2005
Reeditado em 02/02/2013
Código do texto: T50510
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caroline Cruz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
caroline cruz
Bertioga - São Paulo - Brasil, 29 anos
20 textos (4533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:58)
caroline cruz