Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EDUCAÇÃO MAQUIAVÉLICA ( O conhecimento justifica a didática)

         O que pretende o sistema educacional com a sua frouxidão de propósitos, cadenciando tópicos da democracia: bonita no papel e sem limites na prática. Se é para educar os jovens que seja na cartilha de Maquiavel (Educador de príncipe). Percebo, na atual conjuntura, o porquê da inversão de valores: o aluno é colocado como o centro de tudo no sistema educacional, enquanto deveria ser o saber. "(...) Cuidado com aquele para o qual você dá poder, pois a criatura pode voltar-se contra o criador e arruiná-lo" (Ercília Macedo-Eckel. Maquiavel, polêmico e atual:DM, OP 10/09/2016, pág. 17).
           É exatamente isso que está acontecendo, e mais gravemente, na escola pública.  Ensina-se que os meios justificam o fim, a exemplo da falta de qualidade, visando só a quantidade. Classes cheias de alunos "poderosos" sem o nível prerrequisito para a tal série. Produza o que produzir, o que der deu! Se as normas fossem empregadas, o medo do castigo faria com que bons fins fossem estabelecidos. Quem dera fosse, os fins justificando os meios. Os alvos bem direcionados seriam a inspiração motivadora, os índices seriam alcançados automaticamente. A qualidade seria a preocupação primeira em cada passo dado no rumo certo. Gustave Flaubert disse: "O sucesso é uma consequência e não um objetivo".
          Falsos moralistas, aproveitadores do sistema, unicamente cuidando de afiar suas denúncias, porque sabem que dentro da folga democrática são ouvidos e levados a sério, embora o denuncismo ou "delação privilegiada" é um tipo de educação para a traição, mais ainda geradora de revolta. É como disse Diógenes: "Entre os animais ferozes, o de mais perigosa mordedura é o delator; entre os animais domésticos, o adulador". A escola insiste em ensinar que cidadão é aquele que percebe criticamente sua realidade e denuncia as supostas mazelas. O líder democrático gosta de denúncias! Maquiavel diria que a crueldade do líder é necessária, a prática da justiça seria a única forma de piedade. Dentro de uma unidade escolar estamos em gerra, pela a luta de classe. E em "tempo de guerra a crueldade torna-se indispensável". Não se trata adversários de guerra a pão-de-ló. Porém, a escola dá o melhor cardápio em lanche como se esse fosse o alvo principal! Não estou falando da violência crua e sem sentido que ocorre na escola entre alunos/professores, mas falo sim da batalha intelectual e ideológica para ocupar as Vagas superiores.
           Como um governo expande seu território? Josué, Calebe e o povo de Israel conquistaram a Canaã prometida com a piedade e amor? Não. Essas "virtudes perniciosas" não produzem vínculos duradouros. Uma coisa é parecer cruel e Outra coisa é ser de fato cruel. É preciso se cuidarem o gestor e os coordenadores, pois não devem mostrar-se pessoalmente cruel. Se faz necessário que toda crueldade política deve ser justificada. Por causa das eleições para o próximo mandato. Já me disseram que aluno não é amigo de professor e o professor não deve ser amigo de aluno, mas deve reinar ente eles apena uma amizade fundamentada totalmente no interesse recíproco. E finalmente, o fim justificará os meios.  " O príncipe que chega de viagem estaria mais seguro se 'fosse mais temido do que amado'"? (https://impresso.dm.com.br/edicao/20160910/pagina/17)
          Então, que crueldade milagrosa é essa? É manter a palavra dada segundo a sua conveniência; fazer cumprir o regimento interno; Agir no interesse de uma causa nobre; manter a postura. Tudo na direção do alvo supremo da escola: o conhecimento.            
Kllawdessy Ferreira
Enviado por Kllawdessy Ferreira em 09/09/2016
Reeditado em 27/09/2016
Código do texto: T5756044
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kllawdessy Ferreira
Goiânia - Goiás - Brasil, 58 anos
669 textos (84898 leituras)
2 áudios (305 audições)
1 e-livros (80 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/17 17:59)
Kllawdessy Ferreira