Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia a Dia

Dia a dia
Assim como o leão devora sua presa
Um fruto que amadurece
A vida é mesmo fascinante
Pois dela somos tudo
Alegrias, tristezas, até paixões sentimos
É tudo mesmo uma televisão
Queria mesmo dizer tudo que sinto
Mas como todos não é possível
Não há esconderijo
Apenas não há forças
Os anos vão passando, vamos percebendo
Que para tudo que se reagimos
São sentimentos que gostamos
É engraçado como não queremos ficar sozinho
Mas como que ao mesmo tempo
Queremos nosso canto como um único
Para que de tudo que passa
Você seja o sobrevivente
Dentro de cada um
Causa uma sensação de que você é o único herói
O guerreiro com todas as forças possíveis
O invisível, o homem pode tudo
Mas e o amor, como fica o herói
Porque para heróis não exista tempo para amar
Como ficarão os jardins, parquinhos, mulher
Será que não há mais românticos
Não há mais tempo para ser herói
A metrópole dos impacientes não deixa
Tudo são reações de um simples
Com direito de orgulho de uma vida.


Elton



SEM CRISE
Enviado por SEM CRISE em 26/08/2007
Reeditado em 26/08/2007
Código do texto: T625331

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SEM CRISE
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
159 textos (5691 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:46)
SEM CRISE