Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vontade de Expressão

    O homem é um ser que tem ânsia por se expressar. Digamos que a arte é o nível mais elevado desta expressão. O artista é um ser que eleva a ânsia de expressão a níveis exacerbados.

Um pianista tocaria uma sonata para se expressar.

Um poeta faria um soneto para declarar-se a sua musa.

Um pintor usaria acrilic on canvas para imortalizar uma imagem.

Um escultor elevaria uma imagem e petrificaria sua admiração.

Um romancista criaria um drama que envolve seu próprio drama.

Um mezzo ecoaria sua voz e declararia seu eterno amor pela existência.

Um dramaturgo subiria ao palco e adoraria a primeira, segunda, terceira e quarta paredes.

Enfim, o artista no poder de sua individualidade, de sua subjetividade e genialidade se expressaria adequadamente diante daquele fenômeno que o mais incomoda. E os homens que são apenas homens? Os homens que têm a ânsia pela expressão, mas não atingiram o nível mais elevado da arte? Os homens que não podem satisfazer essa ansiedade natural com tanta maestria quanto os artistas, como ficarão estes simples mortais?

Não sou artista, mas tenho ansiedade por expressar meus sentimentos. Não sou pianista, mas colocaria uma sonata de Beethoven; não sou poeta, mas recorreria a Olavo Bilac e declamaria os seus tercetos; não sou pintor, mas colocaria em nossa varanda os jardins de Monet; não sou escultor, mas na entrada de nosso lar colocaria qualquer Rodin que expressasse a aventura da existência; não sou romancista, mas colocaria fragmentos do Memorial de Aires em louvor à cidade de São Sebastião; não sou cantor lírico, mas ouviria as Bachianas em louvor a meu país e nem sou dramaturgo, mas iria às ruas em busca dos vadios schakespeareanos que inundam os becos desta cidade.

Amor da minha vida, não tenho a minha disposição nenhum item desta lista acima, aceite-me como sacrifício eterno da maior expressão de amor...

05.09.07





Rodiney da Silva
Enviado por Rodiney da Silva em 05/09/2007
Código do texto: T639647

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodiney da Silva
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 46 anos
270 textos (12209 leituras)
2 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 20:58)
Rodiney da Silva