Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempos

Do conforto dos teus braços
Retiro a loucura do meu lado
Qual tempestade em mar revolto,
Tentativas vãs em esforços escassos
De um ser selvagem jamais domado
Feito pássaro sobre as ondas… solto.

Teias de uma vida nunca acabada
Levemente temperada com sabor amargo,
Frente a espelhos reflectindo verdades
A par dos sons da servil harpa tocada…
Tudo assim, como um intrincado encargo
Que nada mais comporta senão vaidades.

As crenças que explicam tanta fé,
Todo este desejo de não acreditar,
Olhar o absurdo como algo maravilhoso,
Milagres… quando não se sabe o que é.
Amar, amar sem parar de amar,
Tanto amor em pecado, amor vaidoso.

sumadartson
Enviado por sumadartson em 11/09/2007
Código do texto: T647359

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sumadartson
Portugal, 47 anos
48 textos (941 leituras)
1 e-livros (21 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 14:57)
sumadartson