Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser diferente

Para ser diferente basta mudar. Quem é que nunca ouviu essa frase.
Existe um ditado que diz que se fazemos a mesma coisa todos os dias, todas as horas, sempre alcançamos e alcançaremos os mesmos resultados. Diante disso, precisamos então de fazer algo diferente nem que começamos com muito vagar.
Fazer diferente implica tentar mudar e isso, diga-se de passagem, é muito cansativo. Só de pensar na possibilidade de fazer alguma coisa que não estamos afeiçoados a fazer diariamente já nos coloca em uma situação desconfortável, pois não estamos acostumados a fazer mudanças, visto que mudar implica reorganizar nossas atitudes costumeiras em novas atitudes desconhecidas e, em muitos casos, complicadas.
Pensar em começar já é difícil e além disso pensar como começar então também se torna difícil. Saber por onde devemos fazer algo que mude nossa vida não é nada fácil.
Tentar acordar pelo avesso é diferente, isto é, tentar se levantar da cama de uma forma diferente já se está fazendo diferente.
Tentar tomar um café da manhã de outra forma. Em alguns lugares do Brasil não se toma café da manhã, mas o almoço é servido na hora do café. Parece que nesses lugares as pessoas talvez tenham mais disposição para o trabalho e atividades que vão desempenhar no cotidiano, graças a um hábito diferente que faz com que as pessoas se sintam diferente e façam as coisas do mesmo jeito, mas com energia diferente. É neste ponto que devemos chegar: se mudamos alguma coisa, mesmo que seja pequena para nós, poderemos mudar muita coisa que são grandes para nós e que pensávamos que não éramos capazes de mudar. Muda-se uma coisa insignificante no nosso ponto de vista e logo mudaremos coisas grandiosas que jamais conseguiríamos mudar de imediato, mas com muita minúcia e “pegando leve” para depois “pegar pesado”.
Dar um bom dia a pessoas que não dávamos é também uma forma de mudar. Mas não pare de dar bom dia a quem você sempre deu porque essa mudança é negativa. Existem mudanças que são negativas e que, portanto, não devem ser feitas para não nos prejudicarmos de forma alguma e não prejudicarmos os outros também.
A metamorfose nossa deve começar, tenha certeza disso. Vive-se melhor quando se muda o que não está dando certo ou se muda para ver o que fazíamos, que apesar de ser bom, o que passamos a fazer ainda pode ser melhor do que o que nós fazíamos.
Tentar fazer algo novo em lugar de algo já experimentado por nós e que estava dando certo é muito arriscado, já percebi isso. No entanto, o algo novo que começamos a praticar talvez seja melhor do que o melhor que fazíamos. Basta tentarmos para provar se “vale a pena ou não”.
Viver e não fazer diferente é viver na igualdade do mesmo modo que nunca se muda e que não pode colorir a vida que está sempre na mesma sintonia e no mesmo canal em preto e branco.
Agora, quando mudamos, podemos experimentar o novo. Sentir o que jamais se sentiu antes e isso faz bem ao nosso ser.
Para fazer diferente é só mudar o que se faz rotineiramente pelo que não se faz com frequencia ou não se fez nunca.
Mudança começa na mente e termina no nosso corpo. Entretanto, também mudança começa conosco e termina no outro e começa no outro e termina na gente.
Quando mudamos, percebemos que todos os nossos atos e atitudes passam a mudar as situações em que estamos envoltos.
Muda-se um pouquinho aqui e as pessoas percebem isso e mudam para conosco também.
Isso é maravilhoso!
Poder mudar é poder aproveitar o que não se aproveitava antes e poder ter sensações que não se teve antes, enfim, é poder ter na plenitude da vida a deidade não alcançada pela persistência da mesmice de sempre!
Para mudar, como diz o ditado oriental, basta darmos um passo. Concomitantemente, para mudar basta não darmos passo algum e mudamos para o mundo que já estávamos envolvidos!
Mude nem que seja por um instante, isso vai trazer para você benesses que até então você não havia gozado e sentido.
 
Filósofo místico
Enviado por Filósofo místico em 12/09/2007
Código do texto: T648915
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Filósofo místico
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
19 textos (28241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 18:36)