Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdida no tempo

 

Hoje gostava de ser feliz e não consigo, olho para trás sinto tristeza pelo que não aprendi e vivi, arrependida não sei mas quem sabe se valeu a pena eu ter tido os olhos fechados para a vida.
Hoje quero gritar, soltar a criança que em está em mim e ela não se solta permanecendo presa na gaiola do tempo.
Olho e vejo os muros pesados como fardos que ergui a minha volta sem poder derrubar, derrubar sem magoar as pessoas que comigo vivem, queria ser ave e voar para um mundo diferente mais solto e mais alegre.
Busquei no silêncio as respostas de quem sou e eco do tempo, nada trouxe nada disse, permaneceu no mais absoluto silêncio.
Vesti as minhas vestes negras no limbo da minha eternidade buscando a luz que eu vejo bem ao fundo de algo, não sei mas ela esta lá mas não a alcanço.
Queria resgatar os meus erros, a minha vida e foi completamente ceifada sem piedade, vejo que choram a minha partida, lágrimas de sangue mas eu preciso de tempo de me perdoar e ser perdoada.
Como eu posso ter feito tanto mal, magoando sem piedade, não posso e não quero acreditar que eu também o fiz mas eu quero ser perdoada e me perdoar
Talvez esteja no meio de nada e centro de tudo, vejo que preciso de me encontrar a mim mesma, aprender, evoluir nas etapas do céu e na minha penumbra eu me sinto tão aprisionada que nem consigo falar que eu estou aqui entre esta vida e outras que estarão por vir...
Sinto
Betimartins
Enviado por Betimartins em 26/09/2007
Código do texto: T668985

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Betimartins
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
1675 textos (97728 leituras)
9 áudios (899 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:35)
Betimartins