Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta à irma prima quase filha

Como é difícil lidar com voce!
Não consigo te dizer “não”, mas as vezes é tão necessário quanto te proteger...
És muito pequena e frágil... tão sozinha num lugar tão desconhecido tão teu...
Como fingir que não fizeste nada?! Mesmo que por vezes acho tão banal o problema que causaste, preciso te educar e é tão difícil...
És tão amorosa, me sinto tão rude as vezes... mas preciso te mostrar o caminho certo, mesmo que outrora eu nem o conheça...
Preciso ser forte, mas as vezes e não sei como, não entendo como eu tão jovem posso querer mostrar-te a vida nem eu mesmo a conheço...
Como gosto de ti meu anjo! Às vezes nem sei como te mostrar isso...
Sinto tanto não poder te dar o amor e carinho que tendes direito...
Sinto que tão jovem perdeste alguém tão habilitado para te ninar, paparicar, enfim
Eu sinto não te dar o que teus pais não te dão...
Mas alegro-me em ter te conhecido e de poder aprender tanto a teu lado...
Para mim... és uma filha que Deus me deu da maneira mais inesperada
Robson Veloso
Enviado por Robson Veloso em 05/11/2005
Código do texto: T67586
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Robson Veloso
Recife - Pernambuco - Brasil, 30 anos
13 textos (2448 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:14)
Robson Veloso